ACERVO PAULO GURGEL VALENTE/ REPRODUCAO
ACERVO PAULO GURGEL VALENTE/ REPRODUCAO

Elena Ferrante indica seus livros preferidos escritos por mulheres e inclui Clarice na lista

Veja a lista de leitura recomendada pela escritora italiana Elena Ferrante, que indicou, 'A Paixão Segundo G. H.', de Clarice Lispector

Redação, O Estado de S. Paulo

23 de novembro de 2020 | 13h15

Histórias sobre mulheres escritas por mulheres. Assim a Bookshop.org, uma plataforma online para venda de livros nos Estados Unidos que tem a missão de ajudar livrarias locais e independentes doando parte de seu lucro, apresenta uma lista feita de leitura recomendada pela escritora italiana Elena Ferrante.

Clarice Lispector é indicada por Elena Ferrante, que sugere a leitura de A Paixão Segundo G.H. Os livros da lista foram publicados em inglês, mas muito deles estão disponíveis em português, como é o caso de Arquivo das Crianças Perdidas, de Valeria Luiselli, um belo livro sobre família que tem como pano de fundo, por um lado, a questão das crianças mexicanas que tentam entrar nos Estados Unidos e, por outro, a história de resistência dos apaches. Ou de Amada, de Toni Morrison, e Americanah, de Chimamanda Ngozi Adichie

Ao lado delas estão escritoras de várias nacionalidades e diferentes épocas, como Toni Morrison, Marguerite Duras, Nadime Gordimer, Arundhati Roy, Chimamanda Ngozi Adichie, Sheila Heti, Shokoofeh Azar, Doris Lessing, Elfriede Jelinek, Alice Munro, Jhumpa Lahiri, Margaret Atwood, Natalia Ginzburg e muitas outras.

Elena Ferrante não explica sua lista. Consta apenas uma frase da misteriosa autora: “Histórias de mulheres com os dois pés, e às vezes um, no século 20.

Como se trata de uma livraria online, a Bookshop.org selecionou apenas os que já haviam sido traduzidos para o inglês e estavam disponíveis para a venda.

Veja os livros indicados por Elena Ferrante

  • A Paixão Segundo G.H., Clarice Lispector
  • Léxico familiar, de Natalia Ginzburg
  • Intérprete de Males, de Jhumpa Lahiri
  • O Deus das Pequenas Coisas, de Arundhati Roy
  • O Amante, de Marguerite Duras
  • Americanah, de Chimamanda Ngozi Adichie
  • O Assassino Cego, de Margaret Atwood
  • Manual da Faxineira, de Lucia Berlin
  • Esboço, de Rachel Cusk
  • A Pianista, de Elfriede Jelinek
  • Destinos e Fúrias, de Lauren Groff
  • Maternidade, de Sheila Heti
  • O Quinto Filho, de Doris Lessing
  • Arquivo das Crianças Perdidas, de Valeria Luiselli
  • O Baile, de Irene Nemirovsky
  • Um Bom Homem é Difícil de Encontrar, de Flannery O’Connor
  • O Sino, de Iris Murdoch
  • Vida Querida, de Alice Munro
  • Blonde, de Joyce Carol Oates
  • A Ilha de Arturo, de Elsa Morante
  • Acabadora, de Michela Murgia
  • Amada, de Toni Morrison
  • Gilead, de Marylinne Robinson
  • Pessoas Normais, de Sally Rooney
  • Memórias de Adriano, de Marguerite Yourcenar
  • Uma Vida Pequena, de Hanya Yanagihara
  • Cassandra, de Christa Wolf
  • A Porta, de Magda Szabò
  • Dentes Brancos, de Zadie Smith
  • O Conservador, de Nadine Gordimer
  • The Enlightenment of the Greengage Tree, de Shokoofeh Azar
  • O Ano do Pensamento Mágico, de Joan Didion
  • A Devolvida, de Donatella Di Pietrantonio
  • Malina, de Ingeborg Bachmann
  • Breasts and Eggs, de Mieko Kawakami
  • Disoriental, de Négar Djavadi
  • Os Anos, de Annie Ernaux
  • The Love Object: Selected Stories, de Edna O’Brien
  • Evening Descends Upon the Hills: Stories from Naples, de Anna Maria Ortese
  • Olive Kitteridge, de Elizabeth Strout
Tudo o que sabemos sobre:
literaturaElena Ferrante

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.