Nilton Fukuda|Estadão
Nilton Fukuda|Estadão

Editora Todavia lança prêmio para livros de não ficção

A ideia é identificar e premiar projetos inéditos nos gêneros biografia e reportagem que ajudem a compreender nosso tempo

Redação, O Estado de S. Paulo

25 de setembro de 2019 | 11h59

A editora Todavia acaba de anunciar um prêmio literário para obras de não ficção. Nesta primeira edição, serão considerados trabalhos inéditos de biografia e reportagem sobre temas e trajetórias relevantes aos leitores brasileiros.

As inscrições para Prêmio Todavia de Não Ficção podem ser feitas entre 21 de outubro e 17 de março de 2020 pelo site http://premio.todavialivros.com.br/.  O participante terá que enviar, no ato na inscrição, um projeto com sinopse e uma amostra do livro com no mínimo 160 mil caracteres. 

Segundo o comunicado da editora, o Prêmio Todavia de Não Ficção vai privilegiar a urgência e a pertinência de reportagens e biografias em projetos que ampliem as fronteiras do gênero - histórias reais que nos ajudem a compreender o nosso tempo.

Só poderão ser inscritos projetos originais e inéditos, ou seja, que não tenham sido publicados no Brasil em formato impresso ou digital. 

Uma comissão vai avaliar os projetos inscritos. O prêmio será um contrato de edição no valor de R$ 15 mil e o resultado sai em setembro de 2020.

Tudo o que sabemos sobre:
livroliteraturamercado editorial

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.