Nilton Fukuda/ Estadão/ 23-5-2018
Nilton Fukuda/ Estadão/ 23-5-2018

Confira a programação da Flip 2020 e saiba como assistir

A Festa Literária Internacional de Paraty será entre os dias 3 e 6 de dezembro, online, e vai contar com a participação de Bernardine Evaristo, Jonathan Safran Foer, Caetano Veloso, Itamar Vieira Junior e outros

Redação, O Estado de S. Paulo

02 de dezembro de 2020 | 11h01

Começa nesta quinta-feira, 3, a Festa Literária Internacional de Paraty. Esta 18.ª edição da Flip 2020 será atípica: menor, online e gratuita. Serão 12 mesas na programação principal até domingo, incluindo saraus e slam.

Vencedora do Booker Prize pelo romance Garota, Mulher, Outras, Bernardine Evaristo participa da abertura nesta quinta, às 18h, em conversa com Stephanie Borges. Britânica, filha de mãe inglesa e pai nigeriano, ela deve falar também sobre seu avô paterno, que foi escravizado e, liberto, fez o caminho de volta do Brasil para a Nigéria.

A lista de convidados conta, ainda, com a dramaturga e escritora americana Regina Porter. Autora de Os Viajantes, ela divide a mesa no domingo, às 16h, com Jeferson Tenório, autor de O Avesso da Pele. E também com Jonathan Safran Foer, que acaba de lançar no Brasil Nós Somos o Clima, a poeta americana Eileen Myles, a colombiana Pilar Quintana, Paul B. Preciado, Caetano Veloso, Itamar Vieira Junior, entre outros.

As mesas serão transmitidas pelos canais da Flip do YouTube e Facebook e também no site do evento.

Além da programação principal, há a Flip+, com uma breve agenda promovida por parceiros da Flip. A Embaixada da França, por exemplo, vai promover uma conversa com o escritor David Diop, vencedor da primeira edição do prêmio Choix Goncourt du Brésil, sobre seu livro Irmãos de Alma, recém-lançado pela Nós. Será na sexta, 4, às 11h, pelos canais da Flip e da embaixada no YouTube.

 

Programação da Flip 2020

  • Quinta, 3

18h

Mesa 1: Diásporas, com Bernardine Evaristo e Stephanie Borges

20h30

Mesa 2/Zé Kleber: Ciranda com Fernando e Marcello Alcantara

Mediação de Jéssica Moreira, jornalista, fundadora do site Nós Mulheres da Periferia

  • Sexta, 4

16h

Mesa 3: Florestas vivas, com Jonathan Safran Foer e Márcia Kambeba

Mediação de Jennifer Ann Thomas, jornalista com especialização em meio ambiente

18h

Mesa 4: Eileen para presidente!, com Eileen Myles

Mediação de Bruna Beber e Mariana Ruggieri, poetas e tradutoras da obra de Eileen Myles

20h30

Mesa 5: Animais abatidos, com Pilar Quintana e Ana Paula Maia

Mediação de Schneider Carpeggiani, crítico e editor do Suplemento Pernambuco

  • Sábado, 5

16h

Mesa 6: Sobre o autoritarismo, com Lilia Moritz Schwarcz

Mediação de Flavia Lima, ombudsman da Folha de São Paulo, e Flavia Rios, socióloga

18h

Mesa 7: Ancestralidades, com Chigozie Obioma e Itamar Vieira Junior

Mediação de Ángel Gurría-Quintana, jornalista, editor e tradutor

20h30

Mesa 8: Transições, com Caetano Veloso e Paul B. Preciado

Mediação de Ángel Gurría-Quintana, jornalista, editor e tradutor

  • Domingo, 6

14h

Mesa 9/Zé Kleber: Sarau, com Rodrigo Ciríaco e Elisa Pereira

Mediação de Jéssica Moreira, jornalista, fundadora do site Nós Mulheres da Periferia

16h

Mesa 10: Batidas, com Regina Porter e Jeferson Tenório

Mediação de Guilherme Henrique, jornalista, repórter do Nexo jornal

18h

Mesa 11: Vocigrafias insurgentes, com Danez Smith e Jota Mombaça

Mediação de Roberta Estrela D’Alva, atriz-MC, diretora, pesquisadora e slammer

20h30

Mesa 12/Zé Kleber: Slam, com Nathalia Leal e Luz Ribeiro

Mediação de Jéssica Moreira, jornalista, fundadora do site Nós Mulheres da Periferia

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.