TIAGO QUEIROZ | AE
TIAGO QUEIROZ | AE

Com Wole Soyinka, Pepetela e outros escritores, começa a 3ª Flink Sampa

Festival que tem como tema ‘Eu quero respirar’ será realizado até sábado, 14, no Memorial da América Latina e na Universidade Zumbi dos Palmares

Redação, O Estado de S.Paulo

13 de novembro de 2015 | 14h03

O Memorial da América Latina será palco, nesta sexta, 13, e sábado, 14, das 9 h às 22 h, da 3.ª Flink Sampa – Festa do Conhecimento, Literatura e Cultura Negra. O nigeriano Wole Soyinka, Nobel de Literatura de 1986, um dos destaques, faria duas apresentações, mas a conferência que estava marcada para sábado, às 16 h, acaba de ser cancelada. No domingo, ele visita a Universidade Zumbi dos Palmares, que organiza a Flink com a ONG Afrobras, e conversa com os alunos. E à noite, recebe o Troféu Raça Negra, na Sala São Paulo.

O compositor Martinho da Vila, que é também escritor e lança, pela editora Sesi, o romance Barras, Vilas & Amores, é o homenageado desta edição. Entre os outros autores confirmados estão o angolano Pepetela, um dos principais nomes de sua geração, a cubana Teresa Cárdenas, e os brasileiros Nei Lopes, Paulo Lins e Conceição Evaristo, entre outros daqui e de fora.

Haverá feira de livros e de outros produtos, apresentações artísticas, palestras e debates sobre temas variados, como o racismo no esporte.

Estão previstos, ainda, lançamentos de livros, como a biografia Grandes Vultos Que Honraram o Senado: Abdias Nascimento, de Elisa Larkin Nascimento, e Como Me Tornei Negra, da jornalista e militante feminista Bianca Santana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.