Reprodução
Reprodução

Busca por restos mortais de García Lorca é retomada na Espanha

Iniciada em 2014, ela foi interrompida por problemas de logística

Redação, AP

19 Setembro 2016 | 20h34

Arqueólogos retomaram a busca por uma fossa no sul da Espanha onde, acredita-se, estão os restos mortais do aclamado poeta Federico García Lorca, que foi fuzilado no início da Guerra Civil Espanhola.

A Associação Regreso con Honor disse nesta segunda-feira, 19, que será escavado um terreno perto de Alfacar para deixá-lo no nível do pré-guerra. Nesta etapa, os arqueólogos começam a vasculhar poços onde acreditam estar o corpo de Lorca e de outros fuzilados.

García Lorca, um dos mais renomados poetas da Espanha do século 20, foi um das dezenas de milhares de civis executados por milícias de direita e enterrados em fossas comuns durante e depois da guerra que durou de 1936 a 1939.

Uma busca em 2009 em outra área do país não deu resultado. A mais recente escavação começou em 2014 e foi interrompida por problemas de logística.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.