Gisele Freund
Gisele Freund

Bloomsday 2019: Confira os eventos em São Paulo e outras cidades

No dia 16 de junho é celebrado 'Ulysses, o romance de James Joyce que se passa nessa mesma data em 1904

Redação, O Estado de S. Paulo

14 de junho de 2019 | 07h00

O Bloomsday 2019 está chegando: no dia 16 de junho de 1906, Leopold Bloom empreende a "viagem" de um dia por Dublin naquele hoje considerado um dos romances mais importantes da literatura modernista, e do século 20 como um todo, Ulysses. Relatos de comemoração da data apareceram primeiro numa carta de James Joyce, datada de 1924, apenas dois anos depois do lançamento do livro. Este ano, em São Paulo e em outras cidades do Brasil, instituições e espaços culturais montaram uma programação que engloba todo o fim de semana (16/6 é o próximo domingo). Veja abaixo.

São Paulo

Casa Guilherme de Almeida

Dia 15 de junho, sábado

14h

De Molly e Milly Bloom a Issy e Anna Livia Plurabelle: Uma leitura mítica de Ulysses e Finnegans Wake

Por Maria Teresa Quirino

A palestra aborda as personagens arquetípicas da obra de James Joyce no contexto das recriações de Haroldo de Campos e Donaldo Schüler, e da música de Alberto Marsicano.

15h30

A mulher e o amor em Dublinenses e Ulysses

Por Amara Moira

A palestra discute as personagens femininas marcantes dos contos de Dublinenses, bem como Molly Bloom, para propor uma leitura sobre o amor representado por Joyce.

16h30

Pocket-show de música irlandesa com a banda Tunas e saída para a Casa das Rosas

A Casa Guilherme de Almeida fica na Rua Cardoso de Almeida, 1943 – Pacaembu.

Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura

Dia 15, sábado

19h às 21h30

Abertura com o cônsul geral da Irlanda no Brasil, Barry Tumelty.

Música, comentários e leituras de trechos das obras de James Joyce com Marcelo Tápia, José Garcez, Donny Correia, Julio Mendonça, Rodrigo Bravo, Reynaldo Damazio, Maria Teresa Quirino, Fernanda Assef, Alzira Allegro, Maria Cecilia Casini, Eliane Fittipaldi, Tereza Jardini, Aline Motta, Ana Clara Squilant. Camila Assad, John Milton, Ivan de Campos e apresentação de música e dança irlandesas com a banda Tunas e o grupo de dança Alegrya.

Dia 16 de junho, domingo

14h30

Exibição do filme James Joyce’s Women, de Michael Pearce (1985) (sem legendas)

Neste tributo a James Joyce, Fionnula Flanagan encarna diferentes personagens femininas ligadas à vida e à obra do autor. De Nora Barnacle, esposa de Joyce, a Molly Bloom, sua personagem mais icônica, a atriz reconstitui passagens da carreira do escritor e dramatiza trechos de suas criações.

16h

Eveline: leitura ilustrada

O Grupo Oficcina Multimédia, de Belo Horizonte, apresenta uma leitura ilustrada de Eveline, conto da obra Dublinenses, de James Joyce. Com direção de Ione Medeiros, a leitura estará a cargo do ator Jonnatha Horta Fortes, e a operação de vídeo, do também ator Henrique Mourão.

17h

Exibição do filme Bloom, de Sean Walsh (2003)

Adaptação de Ulysses, de James Joyce, que mantém a estrutura original do livro, mas arrisca algumas liberdades para narrar o famoso dia na vida do personagem Leopold Bloom.

A Casa das Rosas fica na Av. Paulista, 37 – Bela Vista.

Instituto Bardi - Casa de Vidro

Sábado, 15 de junho, às 15h

O Estúdio Tupi convida para a Finnegans Eve 2019, segunda edição da celebração da obra Ulysses.  

A ideia do evento é fazer "uma busca arqueológica sobre as relações entre a obra de Joyce e a arquitetura, especialmente a moderna, e depois retrabalhar estes achados em arquitetura 'real'. Assim, a edição 2019 busca desvendar o mistério da ideia de transparência na modernidade como uma invenção de Joyce; uma imagem fundamental para a arquitetura moderna. Esta imagem tem na Casa de Vidro um de seus exemplares mais icônicos em São Paulo. Dentro deste âmbito da transparência, a Casa de Vidro decidiu promover um evento conjunto entre o Finnegans Eve e a abertura da instalação da artista Lucia Koch, da Galeria Nara Roesler, que abre a temporada de diálogos de arte contemporânea com a obra de Lina e Pietro Bardi. Dessa forma, será montada uma instalação de cortinas exteriores desenhadas pela artista, criando um imaginário de luz, vibrações e transparências em constante diálogo com o Vidro da Modernidade".

O evento vai contar com uma apresentação de Aldo Urbinati sobre a transparência na modernidade com foco nas passagens do personagem Stephen Dedalus e sua relação com a “Inelutável Modalidade do Visível”. Em seguida, a convite do Tupi, Andrea Drigo e As Espiralistas apresentam sua obra InG: um modo feminino de ouvir a obra InC de Terry Riley de 1964, exibindo sua composição uma oitava acima do visível daquela “Inelutável Modalidade do audível”, que também complementava o mundo visual de Dedalus.

A Casa de Vidro fica na R. Gen. Almério de Moura, 200 - Vila Morumbi.

Florianópolis

Teatro da UFSC

Sábado, 15, às 18h e Domingo, 16, às 17h

Minha pequena Irlanda

Apresentação da peça Minha Pequena Irlanda, concebida por Dirce Waltrick do Amarante e dirigida por Fabrício Gastaldi. A montagem é uma adaptação de um trecho de Finnegans Wake, último romance de James Joyce, em que "duas lavadeiras/bruxas discutem a vida íntima do casal protagonista do Wake, os “duplos” de James Joyce e de sua mulher Nora Barnacle". 

O Teatro da USFC fica na Rua Desembargador Vítor Lima, 117, Trindade, Florianópolis.

Tudo o que sabemos sobre:
James JoyceliteraturaBloomsday

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.