Alfredo Cunha
Alfredo Cunha

Bienal do Livro de São Paulo anuncia programação, com forte presença de escritores lusófonos

Paulina Chiziane e Valter Hugo Mãe são alguns dos escritores convidados; veja como comprar o ingresso da Bienal do Livro SP 2022

Maria Fernanda Rodrigues, O Estado de S.Paulo

02 de junho de 2022 | 11h22
Atualizado 03 de junho de 2022 | 08h43

Depois de quatro anos de espera – dois de pandemia –, a 26.ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo reencontra o público em 2022 em um novo lugar: o Expo Center Norte, em vez do Anhembi. De 2 a 10 de julho, o evento vai reunir 182 expositores, divididos em três pavilhões, e vai receber 300 escritores brasileiros e 30 estrangeiros – sobretudo de países lusófonos, já que Portugal é o convidado de honra. A vencedora do Prêmio Camões 2021 Paulina Chiziane e Valter Hugo Mãe participam da Bienal. O presidente Marcelo Rebelo de Sousa também confirmou presença – e foi escalado para ler poemas de Fernando Pessoa. O investimento é de R$ 38,5 milhões.

As novidades foram anunciadas nesta quinta-feira, 2, e os ingressos da Bienal do Livro de SP 2022 já estão à venda. Conforme o Estadão antecipou, quem comprar com antecedência vai receber parte do dinheiro de volta para gastar nos estandes (veja abaixo como funciona o cashback da Bienal e os valores dos ingressos).

O tema deste ano é Todo Mundo Sai Melhor do Que Entrou e a Bienal vai promover 1.500 horas de programação cultural em seus nove espaços oficiais (Arena Cultural, Cozinhando com Palavras, Espaço Infantil, Salão de Ideias, BiblioSesc, Espaço Cordel, Repente, Espaço de Autógrafos e Auditório Edições Sesc). 

As editoras também organizam uma programação própria, com encontros com autores e sessões de autógrafo em seus estandes.

A 30 dias da abertura dos portões, foram vendidos 85% a mais de ingressos do que neste mesmo período em 2018, segundo a RX, que realiza a feira. A Bienal é um evento da Câmara Brasileira do Livro.

São esperados, ao todo, 600 mil visitantes nos nove dias de feira. Este ano a Bienal, um evento tradicional no calendário escolar, será em julho. “Nosso desejo é que ela fosse em agosto ou setembro, mas única data disponível era essa ou no fim do ano, coincidindo com a Copa do Mundo. As férias na rede pública começam no dia 11, então estamos dentro, e já confirmamos a visita de mais de 100 mil alunos da rede pública”, comenta Vitor Tavares, presidente da Câmara do Livro. Para os que já estarão de férias, pode ser uma opção de passeio com a criançada.

A lista de convidados é extensa e dialoga com um público variado. Entre os convidados da programação oficial estão nomes como Conceição Evaristo, Aílton Krenak, Itamar Vieira Júnior, Ana Paula Araújo, Laurentino Gomes, Mario Sergio Cortella, Luiza Helena Trajano, Mauricio de Sousa, Thalita Rebouças, Kiusam de Oliveira, entre muitos outros.

Entre os convidados estrangeiros, estão Jenna Evans Welch (Amor & Gelato, que em breve chega à Netflix), Nathan Harris (A Doçura da Água), Ali Hazelwood (A Hipótese do Amor) e Elena Armas (Uma farsa de amor na Espanha). As duas últimas são sucesso no Tik Tok. Participa, também, o sino-canadense Xiran Jay Zhao, autor de livros de ficção científica e cosplayer.

Nos 200 anos da Independência, Portugal é o país homenageado e vai trazer uma comitiva de 23 convidados, com importantes autores lusófonos. A programação conta com curadoria da jornalista e escritora Isabel Lucas. Entre os autores, participam Afonso Cruz, Dulce Maria Cardoso, Gonçalo M. Tavares, Joana Bértholo, José Luís Peixoto, Kalaf Epalanga, Lídia Jorge, Matilde Campilho, Paulina Chiziane, Pedro Eiras, Ricardo Araújo Pereira, Rui Tavares, Teolinda Gersão e Valter Hugo Mãe. Foram convidados, ainda, dois chefs de cozinha: Vítor Sobral e André Magalhães.

O país terá, ainda, um estande de 500 m2, com auditório, livraria, espaço infantojuvenil e uma zona multiusos, onde serão apresentadas exposições com conteúdos diversificados. Uma réplica do famoso bonde de Lisboa também estará por ali. 

Para o Cozinhando com Palavras, foram convidados chefs como Laurent Saudeau, Rodrigo Oliveira, Vitor Sobral, Alex Atalla, Morena Leite, Carole Crema e Janaína Rueda.

“Mais de 2 milhões de livros estarão à disposição dos visitantes, de 500 selos editoriais”, comenta Vitor Tavres. “Os livros são transformadores e tenho a certeza de que a Bienal do Livro vai ser um grande evento literário.”  

Luís Faro Ramos, embaixador de Portugal no Brasil, disse que haverá uma programação especial para crianças no estande do país, focadas num “futuro mais sustentável e voltada à temática dos oceanos”. Ele ainda destacou uma homenagem ao escritor José Saramago. 

Data e horários

A Bienal do Livro será entre os dias 2 e 10 de julho. De segunda a sexta, ela funciona das 9h às 22h. No sábado e no domingo, das 10h às 22h. A entrada é autorizada até as 21h.

Local

A Bienal do Livro de São Paulo muda de endereço e será realizada este ano no Expo Center Norte (Rua José Bernardo Pinto, 333 - Vila Guilherme). São 4 mil vagas de estacionamento e haverá ônibus gratuito saindo da estação Palmeiras-Tietê do metrô.

Ingressos e cashback

Os ingressos para a Bienal do Livro de São Paulo já estão à venda pelo site do evento www.bienaldolivrosp.com.br. Eles custam R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia), além de uma taxa de R$ 3 ou R$ 1,50, respectivamente, A entrada é gratuita para professores, profissionais do livro, crianças menores de 12 anos e adultos maiores de 60, além dos detentores da credencial plena do Sesc.

Quem comprar o ingresso até o dia 30 de junho vai ganhar cashback no valor de R$ 10 e R$ 5, no caso de meia-entrada. O valor pode ser usado no estande dos expositores (não vale para a praça de alimentação) por meio do aplicativo Zigpay. É preciso fazer um cadastro com o mesmo CPF usado na hora da compra e o valor será creditado no app no início da feira. Há limite de compra de 10 ingressos por CPF e o cashback será creditado ao detentor do CPF.

Programação

A programação completa da Bienal do Livro 2022 pode ser conferida deste esta quinta, 2, em www.bienaldolivrosp.com.br.

Convidados portugueses

Afonso Cruz, António Jorge Gonçalves, Dulce Maria Cardoso, Francisco José Viegas, Filipe Melo, Gonçalo M. Tavares, Joana Bértholo, José Luís Peixoto, Kalaf Epalanga, Lídia Jorge, Luís Cardoso, Maria do Rosário Pedreira, Maria Inês Almeida, Matilde Campilho, Paulina Chiziane, Pedro Eiras, Ricardo Araújo Pereira, Rui Tavares, Teolinda Gersão, Valério Romão e Valter Hugo Mãe. Juntam-se, ainda, os chefs Vítor Sobral e André Magalhães.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.