ELIARIA ANDRADE/ ESTADAO
ELIARIA ANDRADE/ ESTADAO

Bienal do Livro 2016 vai distribuir senhas para autógrafos pelo site para evitar tumulto

Feira será realizada entre os dias 26 de agosto e 4 de setembro em São Paulo e contará com o reforço da Guarda Civil Metropolitana dentro do Anhembi

Maria Fernanda Rodrigues, O Estado de S. Paulo

26 Julho 2016 | 12h46

A Bienal Internacional do Livro de São Paulo entra na reta final dos preparativos de sua 24.ª edição, que será realizada entre os dias 26 de agosto e 4 de setembro, no Anhembi, com o tema Histórias em Todos os Sentidos. São esperados 700 mil visitantes e os ingressos, mais caros que em 2014, já estão à venda. 

Há duas grandes novidades este ano, anunciadas nesta terça-feira, 26. A primeira é que a Guarda Civil Metropolitana estará, pela primeira vez, pelos corredores do Anhembi. Segundo os organizadores, na edição passada o evento chegou a receber cerca de 100 mil pessoas num dia. De 100 a 150 seguranças privados já monitoravam o local.

Como de alguns anos para cá a programação juvenil mudou de perfil com o surgimento dos escritores celebridades, a organização decidiu distribuir senhas eletronicamente para as sessões de autógrafos mais concorridas da Arena Cultural. 

É a primeira vez que a feira testa o formato e funcionará assim: no dia 1.º, serão divulgadas quais atividades do dia 26 deverão ter a senha retirada eletronicamente e, ali mesmo, já é feito o cadastro e a distribuição. No dia 2, será a anunciada a programação do dia 27 e daí por diante. A quantidade de senhas será definida pelas editoras e pelos autores. As editoras seguem promovendo suas sessões de autógrafos no estande ou em outras duas áreas, maiores, com organização própria de retirada de senhas. 

Pelo menos 300 escritores vão se revezar pelos 12 espaços da feira e pelos estandes. Entre os confirmados estão autores de diversos gêneros, mas os best-sellers e os YouTubers devem roubar, mais uma vez, a cena e lotar a Bienal – eles são, aliás, a esperança do mercado editorial neste ano de crise. Marian Keyes, Lucinda Riley, Ava Dallaira, Jennifer Niven, Leandro Karnal, Mario Sergio Cortella, Conceição Evaristo, Leonardo Boff, Roberto DaMatta, Kéfera, Jout Jout, Thalita Rebouças, Paula Pimenta, RezendeEvil e muitos outros estarão por lá.

Além da Arena Cultural, que receberá os jovens, haverá o Salão de Ideias, com curadoria do Sesc e do Itaú Cultural, o Cozinhando com Palavras, que promove encontro com chefs, e o Espaço Mauricio de Sousa. Numa área de 500 m², as crianças serão recebidas por uma estátua da Mônica de 3 m de altura, poderão ver uma exposição sobre o seu criador e aprender como são produzidas as HQs. Trata-se de um espaço oficial do evento, que decidiu prestar homenagem a Mauricio de Sousa, um dos grandes incentivadores da leitura e um dos maiores best-sellers de feiras de livro.

Homenagem também para Ignácio de Loyola Brandão, que batizará o espaço onde ocorrerão debates sobre leitura e mercado editorial.

Luiz Antônio Torelli, presidente da Câmara Brasileira do Livro, destacou que a Bienal é um espaço para o fomento da indústria e o incentivo à leitura. “Espero que as crianças saiam motivadas para visitar livrarias e bibliotecas e para ter mais contato com o livro”, disse.

Ingressos. Os ingressos já estão à venda no site do evento e em pontos da Tickets For Fun. De segunda a quinta, ele vale R$ 20 (custava R$ 12 em 2014). De sexta a domingo, 25 (R$ 14, na edição passada). Há pacotes com desconto para compra de ingressos múltiplos e a organização não vai limitar a venda de meia-entrada a 40% dos ingressos, como prevê a lei. Portanto, todo mundo que tem direito ao benefício poderá usar sua carteirinha.

 

DESTAQUES

Números

São esperados 700 visitantes, 280 expositores e 300 autores

 

Convidados

A programação é eclética e terá nomes que vão de Leandro Karnal e Conceição Evaristo a Kéfera, Thalita Rebouças e RezendeEvil

 

Mais espaço

Os corredores estarão mais largos e a organização promete mais banheiros e áreas de descanso com tomada

 

Programação

www.bienaldolivrosp.com.br

 

(Atualizada às 21h30)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.