bn.gov.ar
bn.gov.ar

Biblioteca Nacional da Argentina será dirigida pela 1.ª vez por uma mulher

Elsa Barber assume o cargo de Alberto Manguel, que deixou o posto por motivos de saúde

EFE

04 Julho 2018 | 16h02

BUENOS AIRES — A atual subdiretora da Biblioteca Nacional da Argentina, Elsa Barber, será a primeira mulher a comandar a instituição após a saída do atual diretor, Alberto Manguel, que deixou o cargo por motivos de saúde.

Barber tem mais de 40 anos de experiência no mundo bibliotecário argentino e está no atual cargo desde 2007. Além disso, atuou como professora na Universidade de Buenos Aires.

Manguel afirmou que sua decisão foi tomada por motivos "exclusivamente médicos", sem dar mais detalhes, e definiu os dois anos nos quais comandou a instituição como a "experiência mais extraordinária" de sua vida.

O ministro de Cultura da Argentina, Pablo Avelluto, elogiou o período da gestão de Manguel.

"Estamos muito contentes com o trabalho que ele fez, tivemos dois anos brilhantes nesta instituição. Os indicadores melhoraram, as visitas, as digitalizações, as doações, tudo", destacou.

Barber também elogiou o antecessor e disse ter sido um "presente" ter trabalhado com ele. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.