AP
AP

Autor do romance 'Forrest Gump' morre aos 77 anos

Obra de Winston Groom se popularizou com o filme estrelado por Tom Hanks

EFE, O Estado de S.Paulo

18 de setembro de 2020 | 11h39

Escritor americano Winston Groom, autor do romance Forrest Gump, popularizado por sua adaptação ao cinema, morreu esta sexta-feira, 18, aos 77 anos, conforme anunciado no Facebook pela prefeita Karin Wilson, da cidade de Fairhope, a cidade em que o autor viveu. “Com muita tristeza comunico a morte da nossa amada amigo Winston Groom. A cidade de Fairhope perdeu um autor icônico ", disse ela

Ela também acrescentou às mensagens de condolências à governadora do Alabama, Kay Ivey, por meio de um declaração que ela compartilhou em sua conta do Twitter. "Fiquei triste ao saber que o Alabama perdeu um de nossos escritores mais talentosos. Ele será lembrado pela criação do Forrest Gump. Winston Groom era um jornalista e escritor talentoso de destaque na história americana. Nossos corações e orações são estendidas a sua família", escreveu Ivey.

Embora Groom tenha nascido em Washington D.C. em 1943, ele estava em Mobile, no Alabama, onde passou a maior parte de sua vida. A primeira ambição do escritor era ser advogado, como seu pai, no entanto, enquanto trabalhava como editor literário no University of Alabama, onde se formou em 1965, e decidiu assumir a carreira de escritor.

Pouco depois de terminar a universidade, foi convocado. Serviu na Quarta Divisão de Infantaria do Exército de 1965 a 1969 e seu serviço incluía uma excursão ao Vietnã, experiência que incluiria em seu romance Forrest Gump.

Ele escreveu 16 livros, entre ficção e não ficção. Conversas com o inimigo é sobre um prisioneiro de guerra americano no Vietnã. A obra finalista do Prêmio Pulitzer em 1984.

Embora, sem dúvida, a obra mais conhecida e famosa do autor deu a ele era Forrest Gump, publicada em 1986, e estrelado por Tom Hanks.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Winston Groomliteraturacinema

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.