AFP PHOTO / JONATHAN NACKSTRAND
AFP PHOTO / JONATHAN NACKSTRAND

Após reestruturação, dois prêmios Nobel de Literatura serão concedidos em 2019

Em 2018, a Academia ficou sem um premiado, após um escândalo que levou à prisão do marido de uma de suas integrante por estupro

Johan Ahlander, Esha Vaish, Helena Soderpalm e Anna Ringstrom, Reuters

05 de março de 2019 | 14h43

Dois prêmios Nobel de Literatura serão concedidos neste ano de 2019, já que a Academia Sueca, responsável pela escolha, fez uma reforma interna na esteira de escândalos que impediram a entrega da honraria no ano passado, informou a Fundação Nobel nesta terça-feira, 5.

A fundação, que administra os prêmios, impediu a Academia Sueca de conceder um deles em 2018 e ameaçou privar a instituição da função no futuro após um escândalo que levou à prisão do marido de uma de suas integrante por estupro e alegações de que nomes dos premiados foram vazados.

“O conselho de diretores da Fundação Nobel acredita que as medidas que a Academia Sueca tomou e pretende tomar criarão boas oportunidades para restaurar a confiança nela como instituição de concessão de prêmios”, disse a entidade em um comunicado.

“O Prêmio Nobel de Literatura será concedido mais uma vez, e neste outono os laureados de 2018 e 2019 serão anunciados”.

A Academia Sueca, criada em 1786 para salvaguardar a língua sueca, escolhe somente o vencedor do Nobel de Literatura. Outras instituições acadêmicas do país selecionam os vencedores de campos da ciência, e um comitê norueguês escolhe o vencedor do Nobel da Paz.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.