Alberto César Araújo/Amazônia Real
Alberto César Araújo/Amazônia Real

Ambientalista Ailton Krenak recebe o Troféu Juca Pato 2020

Concorreram ao prêmio da União Brasileira de Escritores os autores Djamila Ribeiro, Eliane Brum, Laurentino Gomes e Maria Valéria Rezende

Redação, O Estado de S.Paulo

21 de setembro de 2020 | 15h14

O ambientalista e líder indígena Ailton Krenak é o vencedor do 62º Troféu Juca Pato. Oferecido pela UBE (União Brasileira de Escritores), a premiação destacou o trabalho do escritor com a publicação de Ideias para Adiar o Fim do Mundo (Companhia das Letras).

Escolhido pelos sócio da UBE, por meio de votação, Krenak foi escolhido para receber a homenagem de "Intelectual do Ano",  destinada à personalidade que "tenha publicado livro de repercussão nacional no ano anterior, em qualquer área do conhecimento,  e contribuído para o desenvolvimento e prestígio do País, na defesa dos valores democráticos e republicanos", descreve o prêmio.

Antes da votação da UBE. O público participou indicando possível candidatos ao prêmio. Foram 54 indicados de todas as regiões do Brasil. O nome de Krenak concorreu com Djamila Ribeiro, Eliane Brum, Laurentino Gomes e Maria Valéria Rezende.

Ailton Krenak nasceu em 1953 em Minas Gerais, na região do Médio Rio Doce. Aos dezessete anos de idade, mudou-se com sua família para o estado do Paraná, onde se alfabetizou e se tornou produtor gráfico e jornalista. Militante indígena, atuou contra o desastre ambiental em Bento Rodrigues, distrito da cidade mineira de Mariana. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.