Zôo alemão reivindica parte dos lucros com ursinho Knut

Um zoológico do norte da Alemanha estáreivindicando parte dos milhões de euros gerados pelo famosoursinho polar Knut, dizendo que foi responsável pelo"empréstimo" do pai dele ao zôo de Berlim onde Knut nasceu. Knut, que está com 15 meses de idade, ajudou o Zôo deBerlim a arrecadar 5 milhões de euros (7,66 milhões de dólares)em 2007, graças à enxurrada de visitantes que atraiu e àsvendas de produtos com sua marca. Mas um zoológico menor, em Neuemunster, norte da Alemanha,disse na sexta-feira que deveria receber uma fatia do boloporque foi ele que emprestou Berlin Lars, o progenitor de Knut. "Temos direitos de propriedade sobre Knut. Eles lucraramcom nossa propriedade", disse o diretor do Zôo de Neuemuenster,Peter Druewa. "Somos os maiores interessados em encontrar uma solução quenão passe pelo tribunal", acrescentou. O Zôo de Berlim se negoua comentar o assunto. Knut, que se converteu de um filhote, fofo e peludo numadolescente de pêlos longos e 130 quilos de peso, já possuicerca de 44 contratos de licenciamento, e sua imagem já foiusada para vender bichinhos de pelúcia, DVDs, livros e doces.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.