Ziraldo é processado por editora e admite falta de pagamento

A revista Bundas, que circulou por alguns meses no fim dos anos 90, gerou dívidas para o cartunista Ziraldo. A editora Plural entrou com um processo contra ele no dia 30 de outubro. Segundo comunicado divulgado pela editora, Ziraldo tinha uma dívida total de cerca de R$ 303 mil, por serviços gráficos prestados pela editora. O montante foi parcelado em 15 prestações, mas Ziraldo só teria pago a primeira parte. Restariam pouco mais de R$ 283 mil que Ziraldo já deveria ter pag desde 15 de janeiro de 2001, quando reconheceu a dívida.O processo contra Ziraldo corre na 27.ª Vara Cível do Rio de Janeiro. O cartunista e atualmente editor do jornal semanal Pasquim21 afirma que já pagou o quanto pôde da dívida deixada pela publicação de Bundas. ?Assumi a dívida da revista sozinho?, disse ele em entrevista à Agência Estado na noite desta segunda-feira. Ziraldo vê na potencial renda do Pasquim21 a tábua de salvação contra o processo por endividamento. Apesar de, segundo ele, o jornal não ter gerado lucros, Ziraldo acredita que o governo Lula possa mudar sua situação financeira. ?Se o governo incluir o Pasquim na lista de seus anúncios, espero poder pagar a dívida da Bundas. O governo é o grande anunciante. O Pasquim sai hoje sem anúncio, mas se o novo governo anunciar, pago as dívidas?, afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.