Zélia Gattai toma posse amanhã na ABL

A escritora Zélia Gattai toma posseamanhã na Academia Brasileira de Letras, no Rio, e pretendeesclarecer, em seu discurso, passagens da vida do escritor JorgeAmado, de quem é viúva e cuja cadeira vai ocupar. "Vou contarpor que ele deixou o Partido Comunista em 1956 e também por quesabia que jamais ganharia o Prêmio Nobel de Literatura. Foidevido a um fato ocorrido em 1951, que lembrarei no discurso",adiantou hoje Zélia. "Pretendo falar também de Machado de Assis, fundador da Academia e primeiro ocupante da vaga, e de José deAlencar, seu patrono, mas só de passagem e sem retórica porqueesse é meu jeito. Contarei histórias, alegres e tristes,deixando ao correr do teclado."A posse vai ser uma festa baiana e paulista, pois toda afamília Amado está no Rio para prestigiar a matriarca. De SãoPaulo, vieram irmãos de Jorge com as esposas e uma neta,enquanto os outros quatro netos e os três filhos chegam hoje daBahia. De lá veio também o fardão, apesar de Zélia ser paulistade nascimento. "Assim que fui eleita, o governo baiano secomprometeu a pagar o fardão e assim ficou decidido", contouZélia. Ela foi eleita em 7 de dezembro, com 32 votos, no pleitomais rápido já ocorrido na ABL.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.