Zé Ramalho canta Jackson do Pandeiro em novo CD

Depois de cantar Raul Seixas, Luiz Gonzaga e Bob Dylan, agora é a vez de Zé Ramalho cantar Jackson do Pandeiro (1919 - 1982). Nessa releitura, o artista homenageia mais um dos mestres que influenciaram sua carreira. Metade das canções são inéditas e foram gravadas em março. As outras integram repertório de outros discos do cantor. No novo álbum, estão músicas antológicas de Jackson, como "O Canto da Ema", "Chiclete com Banana", "Um a Um", "Lamento Cego", "Forró no Surubim" e "Casaca de Couro".

AE, Agência Estado

26 de maio de 2010 | 09h05

No material de divulgação encaminhado à imprensa, Zé Ramalho conta que considera Jackson a segunda coluna do templo da música nordestina. "O Rei do Ritmo! Que alegria poder cristalizar meu conhecimento e admiração por Jackson através desse disco", escreve Zé Ramalho. A produção executiva ficou a cargo de Marcelo Fróes. O produtor é o mesmo que lançou recentemente obras em homenagem a Renato Russo e aos Beatles.

Apesar de manter o ritmo de Jackson, sob a tutela de Ramalho todas as músicas ganharam uma nova roupagem, sendo acompanhadas de novos instrumentos. O resultado são canções mais rápidas, agressivas e modernas. Se estivesse vivo, Jackson provavelmente aprovaria a homenagem. As informações são do Jornal da Tarde.

Tudo o que sabemos sobre:
músicaZé RamalhoJackson do Pandeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.