Zé do Caixão inspira coleção de Herchcovitch

Alexandre Herchcovitch fez sua coleção masculina inspirada em Zé do Caixão, personagem que José Mojica Marins criou há 40 anos e que, como provou o desfile do estilista, está mais atual do que nunca. O tumulto na porta só perdeu para os desfiles da Zoomp (que tinha Gisele Bündchen) e Forum (que tinha gravação de novela). Quem queria ver Zé do Caixão na passarela teve de se contentar com Zé Mojica, sentadinho na primeira fila e visivelmente feliz com o assédio e ansioso por ver a "homenagem" do estilista. Na verdade, ter o personagem mais trash/cult do cinema nacional como tema da coleção não foi exatamente uma idéia de Alexandre. Digamos que foi uma sugestão de Eugênio Puppo, da Heco Produções, que está à frente do projeto de uma mostra retrospectiva da obra de Mojica. Eles querem promover um ciclo de filmes e documentários com toda produção do cineasta (coisa de 70 filmes, 52 episódios para tv), em São Paulo, Rio e Brasília, no segundo semestre, e retomar a realização de filmes inéditos. Para captar patrocínios para o projeto, nada como mostrar que Zé do Caixão é fashion. E ninguém melhor do que Alexandre Herchcovitch para fazer isso. Como já adora mesmo essa história de caveiras, o estilista topou na hora. E além das peças mostrada no desfile, ele fará um traje de verão e outro de inverno para o Zé do Caixão. Se depender do que se viu na passarela, o personagem vai ficar impecável. Alexandre abriu o desfile com um terno de tecido brilhante, fez um divertido moletom com capuz, onde se via a imagem de uma caveira, apresentou luxuosos casacos de lã e de veludo, e usou as imagens ligadas à obra de Mojica como estampas para t-shirts, principalmente cartazes dos filmes. À meia-noite levarei sua alma, era uma das mensagens. O preto e o cinza predominaram, mas também teve espaço para aquela linha bem Herchcovitch, como a jaquetinha xadrez, o casaco com caveirinhas azuis no forro, blusões de pêlos/peles, e ainda para um pirata moderninho, com blazer de moedas de ouro. Luxo puro o moletom com paetê. Zé do Caixão vai abalar na temporada. Pílulas - Isso é que é cair de pára-quedas. Na primeira fila, um casal de convidados da Abit fazia mil perguntas: "A passarela é aqui?", "Esse é o desfile do Alexandre?", "E lá do outro lado, é de quem (se referindo ao outro lado da mesma sala)?" , "Peraí que vou ver se tem um toillete". Tipo nunca vi, não sei onde estou, nem o que vim fazer aqui. Veja galeria do SPFW

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.