Zé Celso procura jovens profissionais

Precisa-se de jovens profissionaiscom boa formação nas áreas de comunicação, produção, música einformática que tenham iniciativa, sejam dinâmicos, organizadose, sobretudo, tenham mente aberta para criar. Para uma primeiraexperiência profissional. A contrapartida é a oportunidade departicipar da equipe de criação do espetáculo Os Sertões,baseado no livro homônimo de Euclides da Cunha, na concepção deJosé Celso Martinez Corrêa, diretor do Teatro Oficina, semdúvida um dos mais importantes da cena nacional."Estamos realizando ensaios com a participação dopúblico todos os sábados no Oficina", diz Zé Celso. "Tem sidoum exercício muito bom, mas a grande maioria da platéia écomposta por atores. Isso é bom, mas gostaríamos de ampliar acontribuição do público com a presença de pessoas de outrasáreas."Mais que isso, o diretor do Oficina quer uma equipe deprodução. "Não quero aprendizes, mas pessoas com boa formação einiciativa, por exemplo, um bom internauta, que possa atualizarnosso site." E ainda pessoas das áreas de comunicação eprodução executiva que, no Oficina, têm particularidades. "Hámomentos em que preciso tirar dúvidas com um geólogo ou umhistoriador." O diretor busca ainda um percussionista e umpianista para tocar nos ensaios. Sem patrocinadores, ele nãopode contratar os serviços de um profissional experiente. "Sópoderemos pagar no futuro, daí a busca por jovens ainda nãoinseridos no mercado, dispostos a viver uma primeiraexperiência."Encontro com os Sertões. Sábado, das 15 às 19 horas.Grátis (distribuição de senhas a partir das 14 horas). TeatroOficina. Rua Jaceguai, 520, tel. 3106-2818. Até 26/10.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.