Zé Celso ganha uma batalha contra Grupo Silvio Santos

Liminar impede o início das obras do Grupo Silvio Santos para construção de um shopping center no entorno do Teatro Oficina Uzina Uzona, comandado pelo dramaturgo José Celso Martinez Corrêa. Há anos eles travam uma batalha legal pelo espaço. Segundo comunicado divulgado pelo advogado do teatro Cristiano Fogaça Pereira, o imóvel foi tombado há quase 25 anos pela Secretaria de Estado do Governo Franco Montoro, por intermédio do Condephaat, "sem delimitar expressamente qual a área envoltória do bem que mereceria resguardo", como seria de praxe. Com base neste fato e com o objetivo de finalizar o projeto de Lina o Bardi e Edson Elito de construir no local um Teatro de Estádio para realização de atividades culturais e educacionais, os advogados entraram com uma ação civil pública pedindo a suspensão do início das obras do shopping, até que a questão da área envoltória do bem tombado seja esclarecida. A juíza Celina Kiyomi Toyoshima, da 3.ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo, deferiu nesta segunda-feira a liminar pleiteada, sob pena de multa diária de R$ 2 mil para o caso de descumprimento da ordem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.