Zapping encanta e comove no 1.º desfile do dia

Renato Kherlakian abriu o dia fazendo o mundo fashion vibrar com sua Zapping, que retorna ao calendário depois de algumas edições de afastamento. O retorno foi em grande estilo. No centro da passarela, uma esteira e uma banda tocando ao vivo transformaram o desfile em uma festa. Todo mundo entrava dançando, e exibindo visual meio rapper, meio hip hop. Nos acessórios, colares com medalha, cabelos frisados e um colorido forte. O jeans trouxe detalhes de bolso e modelagem largona.Como se fosse o velhinho da campanha da Citröen (exibida à exaustão no evento), a Zapping também aposta no mote de que "ser jovem é um estado de espírito" e colocou vários idosos dançando, pulando, desfilando, que foram aplaudidos o tempo todo. No encerramento, Renato Kherlakian garantiu a dose de emoção necesária para a engrenagem da moda andar. Ele entrou na passarela com a mãe de Costanza, da indústria Têxtil Santa Constância, dona Gabriela Pascolato, sob uma chuva de prata e de aplausos. Retornaram para um bis, quando uma bandeira saudava "God Save the Queen of Fashion". O povo da moda foi às lágrimas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.