Woody Allen processa grife por anúncios e pede US$ 10 mi

O cineasta Woody Allen processou aAmerican Apparel na segunda-feira, dizendo que a marca deroupas usou sua imagem sem autorização em anúncios, outdoors ena Internet. Segundo o processo, arquivado no distrito de Manhattan, osoutdoors mostram Allen vestido como rabino e estavam nas ruasde Nova York e da Califórnia. Ele exige uma indenização de 10 milhões de dólares, deacordo com o processo. Allen, diretor ganhador do Oscar, conhecido por filmes como"Annie Hall" e "Crimes e Pecados", disse no processo que elenem foi contatado pela companhia nem compensado pelo uso de suaimagem. "Allen não faz propagandas de produtos ou serviços nosEstados Unidos", de acordo com a ação judicial. Representantes da American Apparel não retornaram asligações da reportagem para comentar o processo. A empresa produz e vende suas próprias roupas de algodão etem mais de 180 lojas nos Estados Unidos e Canadá.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.