Winona Ryder não deve ir para a cadeia

A promotoria do caso de Winona Ryder vai pedir à Justiçaque a atriz tenha de passar por acompanhamento psiquiátrico e umtratamento contras as drogas como parte de sua sentença, que vaiser divulgada nesta sexta-feira. De acordo com a promotoria, elacarregava oito tipos diferentes de remédios (como os sedativosValium e Diazepam), alguns conseguidos com receitas médicas emnome de outras pessoas. A promotora Ann Rundle também pediu queela esteja em liberdade condicional por três anos, faça 60 diasde serviços comunitários e pague uma multa de US$ 10 mil. Ryderfoi condenada por roubo e vandalismo no mês passado, por causado roubo de US$ 5,5 mil em mercadorias da loja Saks Fifth Avenue de Beverly Hills, em dezembro do ano passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.