Winchester 73 e os loucos por cinema

Pinocchio 3000

LUIZ CARLOS MERTEN, O Estado de S.Paulo

16 de julho de 2012 | 03h08

16H15 NA GLOBO

(Pinocchio 3000). Canadá/França/Espanha, 2004. Direção de Daniel Robichaud.

Versão futurista da conhecida história de Collodi. No ano 3000, o inventor Gepeto cria um pequeno robô que sonha ser menino de verdade. A.I. Inteligência Artificial sem Steven Spielberg nem Stanley Kubrick, mas com o fascínio inerente ao original. Reprise, colorido, 80 min.

Missão Quase Impossível

22H20 NA GLOBO

( The Spy Next Door). EUA, 2010. Direção de Brian Levant, com Jackie Chan, Amber Valletta, Madeline Carroll.

Jackie Chan faz espião que se aposenta, mas ainda tem uma última e delicada missão - ele tem de conquistar os filhos da mulher que ama. Só que os pestinhas lhe armam a maior falseta - põem seu nome na rede e a família toda fica à mercê de um assassino da antiga KGB. O título brasileiro busca uma aproximação com a série cult de Tom Cruise. O original, O Espião da Porta ao Lado, tem mais a ver com o tom trivial (e doméstico) da aventura. Se você curte a violência cômica de Chan, poderá se divertir. Reprise, colorido, 94 min.

Marie Curie - Além do Mito

0 H NA CULTURA

(Marie Curie, Au Dela du Mythe). França, 2011. Direção de Michel Vuillermet.

Feito para comemorar o centenário da conquista do Prêmio Nobel de Química - ela já havia recebido outro de Física, em 1903 -, o documentário do francês Vuillermet reconstitui a trajetória da célebre cientista, mas, como diz o título, tenta ir além do mito de Marie Curie, revelando também a mulher. Muita coisa para a curta duração do projeto, mas não custa arriscar. Vale lembrar que, em 1943, Hollywood produziu uma luxuosa cinebiografia, Madame Curie, com Walter Pidgen e Greer Garson, a dupla de Rosa da Esperança, feito um ano antes. A ênfase era no romantismo, mostrando como cientista solitário se envolve com aluna talentosa e ela termina revolucionando a química, ao isolar dois elementos, o polônio e o rádio. Inédito, colorido, 52 min.

Não Por Acaso

2H10 NA GLOBO

Brasil, 2007. Direção de Phillipe Barcinski, com Rodrigo Santoro, Leonardo Medeiros, Letícia Sabatella, Branca Messina, Rita Batata, Cássia Kiss.

Você nunca se esquecerá deste filme e, quando estiver preso no trânsito de São Paulo - o que ocorre com frequência -, com certeza vai se lembrar do personagem de Leonardo Medeiros. Numa narrativa em mosaico, ele controla, como técnico, o tráfego da cidade - e sempre resolve os problemas -, mas não tem a mesma eficiência em relação à própria vida. O filme é sobre dois homens que buscam a precisão e são confrontados com o imprevisto. O engenheiro de trânsito e o jogador de sinuca. Um acidente vai unir a vida dos dois, a partir da perda de uma mulher. O diretor Barcinski fez um filme completamente racional para testar os limites da emoção. O elenco todo - e Rodrigo Santoro como jogador - é muito bom. Reprise, colorido, 90 min.

TV Paga

Winchester 73

20H10 NO TELECINE CULT

(Winchester '73). EUA, 1950. Direção de Anthony Mann, com James Stewart, Shelley Winters, Dan Duryea,, Stephen McNally, Millard Mitxchell, John Ireland, Will Geer, Jay C. Flippen, Rock Hudson, Anthony (Tony) Curtis.

O primeiro da memorável série de westerns que o diretor Mann fez com o astro James Stewart nos anos 1950. Pode até ser que O Preço de Um Homem (The Naked Spur) e Um Certo Capitão Lockhart (The Man from Laramie) sejam melhores, mas isso não diminui a importância do cartaz da rede Telecine como obra do gênero (nem cinema em geral). A narrativa episódica segue a trajetória do mocinho atrás do homem que roubou seu rifle. A arma passa de mão em mão e Mann e seus roteiristas, Borden Chase e Robert L. Richards, fazem uma espécie de súmula do western - índios, colonos, pistoleiros, todo mundo cruza o caminho de Stewart, até o duelo final. Um grande filme. Reprise, preto e branco, 92 min.

O Planeta Proibido

1 H NO TCM

(The Forbidden Planet). EUA, 1955. Direção de Fred M. Wilcox, com

Walter Pidgeon, Anne Francis,

Leslie Nielsen, Warren Stevens, Earl Holliman, James Drury.

Ficção científica que ficou famosa ao transpor para o espaço a trama de A Tempestade, de Shakespeare. Leslie Nielsen e seus companheiros vão parar no planeta governado por Walter Pidgeon. Como Prospero, o mago Duque de Milan na ficção shakespeariana, ele tenta controlar tudo e todos, para proteger a filha (Miranda - Anne Francis). O filme é meio lento, mas também inteligente e brilhante e o personagem do robô virou referência para quase tudo o que se fez no gênero, depois. Reprise, colorido, 98 min.

Louco por Cinema

2H25 NO CANAL BRASIL

Brasil, 1995. Direção de André Luiz Oliveira, com Nuno Leal Maia, Denise Bandeira, Roberto Bonfim.

Interno num instituto psiquiátrico sonha acabar filme que foi interrompido. Um dos grandes filmes brasileiros dos anos 1990 (e uma metáfora do que se chamava de Retomada). Para ver como aquecimento para Sagrado Segredo, o novo trabalho do diretor, que estreia em 3 de agosto. Reprise, colorido, 100 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.