Wilson Simoninha lança em SP seu 5º álbum 'Melhor'

O nome do novo álbum de Wilson Simoninha traduz, ao pé da letra, seu estado de espírito e a maturidade profissional, e principalmente pessoal, alcançados - o músico se tornou pai de gêmeos no fim do ano passado. ''Melhor'', que acaba de chegar às lojas de todo o País, sob carimbo de seu próprio selo e gravadora, a S de Samba, vem sendo maturado há pelo menos dois anos, quando ele começou a pensar na pré-produção do disco. Para isso, contou com a colaboração de seu irmão, Max de Castro, na produção, e do amigo Jair Oliveira, seu sócio na gravadora, na composição das letras e arranjos."Entre outubro e novembro de 2007, eu já estava com tudo pronto. Mas como decidi fazer tudo com calma, resolvi esperar um pouco mais, a fim de lançá-lo no momento certo", conta Simoninha. O álbum, que o músico considera bem rico em estilos musicais, vai ser apresentado na íntegra somente amanhã, às 21 horas, e domingo, às 18 h, no Sesc Pinheiros, em São Paulo. É a primeira vez que Max produz um disco inteiro para Simoninha, que queria ter um outro olhar sobre sua nova produção. O resultado de ''Melhor'' mostra que, definitivamente, a parceria dos irmãos deu muito certo. "O Max trouxe frescor, acrescentou novas idéias. Era isso que eu procurava para esse processo", conta Simoninha. Jair de Oliveira, por sua vez, emprestou sua criatividade em três das 12 canções do repertório que passeia pela eletrônica, samba-rock e até por um quê de salsa - A Saideira (Samba Negro), que abre o disco, teve arranjos de Simoninha, cuja base cheia de grooves criou no computador, e letra composta por Jair. Ambos trabalharam sob inspiração do legado do maestro Moacir Santos; Navegador de Estrelas, que conta com a participação do talentoso pianista cubano radicado no Brasil Yaniel Matos, foi feita a caminho de um show, dentro da van, que Simoninha e Jair fariam na Bahia; e Rei da Luta foi feita por Jair para a trilha do filme Os Desafinados, de Walter Lima Jr., e que acabou não entrando.Leleo, Seu Jorge, Jorge Ben Jor, Pierre Aderne, Gabriel e Pedro Moura, além do próprio irmão Max, também deixaram sua marca no 5º álbum-solo de Simoninha. Todos eles participaram de uma forma especial, a convite do filho primogênito de Wilson Simonal, seja compondo letras ou criando novos arranjos. Jorge Ben Jor, por exemplo, presenteou Simoninha com Sossega. A guitarra de Cláudio Zoli, a gaita de Milton Guedes, a clarineta de Proveta e o piano de Paulo Calasans também dão um brilho extra ao álbum. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.Wilson Simoninha. Sesc Pinheiros - Teatro Paulo Autran (1.010 lugs.). Rua Paes Leme, 195, São Paulo. Tel. (011) 3095-9400. Sáb., 21 h; dom., 18 h. R$ 5 a R$ 20.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.