Western de Clint, espiões de Huston

Animal

LUIZ CARLOS MERTEN, O Estado de S.Paulo

02 Outubro 2012 | 03h08

15H40 NA GLOBO

(The Animal). EUA, 2001. Direção de Luke Greenfield, com Rob Schneider, Colleen Haskell, John C. Mcginley.

Parceiro de Adam Sandler, Rob Schneider é o que existe de mais grosso na comédia de Hollywood. Ele seria bem capaz de fazer E Aí, Comeu? em versão não propriamente hollywoodiana, mas de forma a corar o próprio Bruno Mazzeo. Na trama (absurda), Schneider sofre acidente e faz cirurgia que consiste no transplante de vários órgãos de animais. Como consequência, ele vira o 'animal' do título, com habilidades que não pertencem ao comum dos humanos. Reprise, colorido, 84 min.

Lutar ou Morrer

22H45 NO SBT

(Fits of Legend). China, 1994. Direção de Gordon Chan, com Jet Li, Chin Siu ho, Nakayama Shinobu, Billy Chau.

Durante a ocupação japonesa da China, o patriota Jet Li usa suas habilidades de lutador para vingar a morte do mestre, sacrificado pelos ocupantes, como exemplo para a população. É curioso observar como, nos últimos anos, surgiram vários filmes sobre esse período da história da China, de certo modo para contextualizar uma disputa que é, hoje, basicamente, de mercado. Como Li é bom de briga, você pode estar certo de que as cenas de lutas são eficientes. Reprise, colorido, 98 min.

Os Swenkas

0 H NA CULTURA

(The Swenkas). Dinamarca, 2004.

Direção de Jeppe Ronde.

Os swenkas são negros sul-africanos - altivos - que pegam pesado no trabalho e, nos sábados à noite, põem suas melhores roupas para participar de uma disputa. Quem é o mais elegante? E por que isso é tão importante para eles? O filme termina falando sobre a situação do negro no país que conheceu o apartheid. Reprise, colorido, 72 min.

Curso de Verão

0 H REDE BRASIL

(Summer School). EUA, 1987. Dire-

ção de Carl Reiner, com Mark Har-mon, Robin Thomas Courtney

Thorne-Smith.

Mark Harmon faz o professor que prepara as malas para passar as férias no Havaí com a mulher. Ocorre que seus alunos - a maioria - foram reprovados e agora ele vai ficar preso na escola, para o curso de verão do título. Comédia que virou cult e, no seu jubileu de prata, está ganhando um remake produzido pela empresa de Adam Sandler (mas ele não vai atuar). Reprise, colorido, 100 min.

O Cavaleiro Solitário

4H45 NA REDE BRASIL

(The Pale Rider). EUA, 1985. Direção e interpretação de Clint Eastwood, com Michael Moriarty, Carrie Snodgress, Chris Penn, Richard A. Dysart.

A ligação de Clint Eastwood com o western sempre foi muito forte, até porque ele nunca se esqueceu do seu começo - na série de TV Rawhide. Clint reinventa aqui o clássico Os Brutos Também Amam (Shane), de George Stevens, considerado um dos maiores - e para alguns críticos - o maior de todos os bangue-bangues. Como se medir com um filme tão grande? Por que ousar? Pistoleiro chega a cidade de mineradores para restabelecer a lei e a ordem. No original, Shane é visto pelos olhos de um menino. No remake de Clint, pelos olhos de uma garota. É como se ele viesse para atender às preces dela, e esse elemento místico - o sacrifício cristão - já estava na essência da obra de Stevens, com Alan Ladd. Reprise, colorido, 116 min.

TV Paga

Carta ao Kremlin

14H10 NO TELECINE CULT

(The Kremlin Letter). EUA, 1970. Direção de John Huston com Patrick O'Neal, Bibi Andersson, Lila Kedrova, Max Von Sydow, George Sanders, Dean Jagger, Richard Boone, Barbara Parkins, Raf Vallone, Nigel Green, Orson Welles, Sandor Elès.

Agente jovem integra grupo da CIA que tenta reaver carta comprometedora, na qual o governo dos EUA promete se aliar a Moscou contra os chineses. O filme busca oferecer um outro retrato do mundo da espionagem, popularizado, na época, pelas aventuras de James Bond. Como no caso de Relíquia Macabra, seu cultuado primeiro filme, Huston tece toda uma trama em torno da carta do título e, no final, ela... Veja para saber qual o seu valor. A abordagem do homossexualismo em Os Pecados de Todos Nós certamente liberou o grande diretor para o tratamentro que ele dá ao personagem do espião gay, o veterano George Sanders. A publicidade do filme ressaltava - "Se você perder os cinco minutos iniciais, não verá um suicídio, duas execuções, uma sedução e perderá a chave para a compreensão da história". Dois atores bergmanianos estão no elenco, Max Von Sydow e Bibi Andersson, e ela também está em Quando Duas Mulheres Pecam, do próprio Ingmar Bergman, que o Telecine Cult exibe às 20h25. Reprise, colorido, 118 min.

Um Dia de Fúria

22 H NO TCM

(Falling Down). EUA, 1993. Direção de Joel Schumacher, com Michael Douglas, Robert Duvall, Barbara Hershey.

Michael Douglas perde o emprego e, consumido pelo estresse, pega em armas e sai matando. Robert Duvall faz o policial no seu encalço. Há quase 20 anos, este filme fez sensação e provocou polêmica pelo racismo do protagonista. Depois do 11 de Setembro, sua paranoia virou moeda corrente na sociedade norte-americana. Talvez seja interessante rever (e reavaliar). Reprise, colorido, 113 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.