Western de classe com John Wayne

Um Dia Especial

Luiz Carlos Merten, O Estado de S.Paulo

31 de agosto de 2010 | 00h00

15H35 NA GLOBO

(One Fine Day). EUA, 1996. Direção de Michael Hoffman, com Michelle Pfeiffer, George Clooney, Alex D. Linz, Mae Whitman, Charles Durning.

Michelle Pfeiffer e George Clooney são divorciados, têm filhos que estudam na mesma escola e neste dia, especialmente, ambos têm compromissos profissionais importantes e estão tendo de descuidar das crianças. Mas será o dia em que um grande romance vai começar, ou você tem dúvida? O talento de Clooney e a beleza de Michelle - mas por que não a beleza viril de Clooney e o talento de Michelle? - encontram material adequado e um diretor atento. Em resumo - um programa melhor do que parece. Reprise, colorido, 108 min.

Megiddo

22 H NA REDE BRASIL

(Megiddo: The Omega Code 2). EUA, 2001. Direção de Brian Trenchard-Smith e Paul J. Lombardi, com Michael York, Michael Biehn, Joseph Makkar, Guy Sinese, Diane Venora, Udo Kier.

Num mundo à beira do apocalipse, as forças do bem e do mal defrontam-se no vale de Megiddo - nome hebraico que designa o Armageddon. Michael York faz homem poderoso - e maligno - que tem plano para erradicar a vida na Terra. A esperança reside em seu irmão, Michael Biehn, que preside os EUA. Não conta a favor do filme - pelo contrário - acrescentar que, das muitas obras que tratam do assunto, esta é das piores. Chega a ser patética, como define Leonard Maltin em seu guia de filmes. Reprise, colorido, 104 min.

Walker Texas Ranger: Julgamento de Fogo

23H25 NO SBT

(W.T.R Trial by Fire). EUA, 2005. Direção de Aaron Norris, com Chuck Norris, Andre Kristoff, Bruce Locke, Sheree J. Wilson.

Cientista que desenvolveu componente para um novo míssil é assassinado e suas pesquisas roubadas. O Texas Ranger Chuck Norris entra em cena para resolver a parada. Um filme de ação em família. Aaron Norris dirige o irmão Chuck e ele, claro, dá seu golpe conhecido como "coice de mula". Por que perder tempo falando mal? Tem gente que adora os Norris. Divirtam-se. Reprise, colorido, 88 min.

Intercine

2H15 NA GLOBO

A emissora exibe o preferido do público entre - A Vila, de M. Night Shyamalan, com Bryce Dallas Howard, Joaquin Phoenix, Adrien Brody e Sigourney Weaver, sobre comunidade que vive isolada, na convicção de que há um monstro à solta além de seus muros; e Elektra, de Rob Bowman, com Jennifer Garner, Terence Stamp, Will Yun Lee, Goran Visnjic, Cary-Hiroyuki Tagawa e Jason Isaacs, com a heroína dos quadrinhos, que tem eletrizantes cenas de lutas em que enfrenta seu antigo mentor (ou seus sicários).

Amanhã

A Globo exibe amanhã, no Intercine, o preferido do público entre - O Comerciante, de Lars Kraume, com Alexander Scheer, Gotz George e Maria Schrader, sobre jovem que vai pedir emprego numa agência de publicidade e termina assumindo a parte criativa da conta do maior cliente da casa (Alemanha, 2001, fone 0800-70-9011); e Lucy, de Glenn Jordan, com Rachel York e Daniel Pino, telefilme inspirado na vida da lendária Lucille Ball, com ênfase para a tumultuada relação com Desi Arnaz (EUA, 2003, fone 0800-70-9012).

TV Paga

Os Filhos de Katie Elder

0H05 NO TCM

(The Sons of Katie Elder). EUA, 1965. Direção de Henry Hathaway, com John Wayne, Dean Martin, Martha Hyer, Michael Anderson, Earl Holliman, George Kennedy, Dennis Hopper.

Western de um dos grandes diretores - poucas vezes reconhecido como tal - do gênero. Filhos reúnem-se para enterrar a mãe e, ao descobrirem as circunstâncias de sua morte, decidem vingá-la. A mesma história foi transposta por John Singleton para a época atual em Quatro Irmãos, com Mark Wahlberg. O original é melhor, mais seco, duro e direto. A síntese do filme é a cena em que John Wayne aplica um golpe de porrete no vilão George Kennedy. O diretor Hathaway não era do tipo de perder tempo. Reprise, colorido, 122 min.

A Mulher de Todos

2H15 NO CANAL BRASIL

Brasil 1969. Direção de Rogério Sganzerla, com Helena Ignez, Jô Soares, Stênio Garcia, Paulo Villaça.

O segundo longa do diretor - após o cultuado Bandido da Luz Vermelha - foi inspirado, segundo o próprio Sganzerla, nas produções classe Z do cinema nórdico. Helena Ignez tem um grande papel como Ângela Carne e Osso, cujo marido, o Doktor Plirtz, escreve uma história em quadrinhos. Ela parte para a Ilha dos Prazeres e o resultado é uma transgressão atrás da outra. Duplas transgressões - de comportamento e também cinematográficas. Um clássico. Reprise, colorido, 93 min.

Carmem de Godard

2H25 NO TELECINE CULT

(Prénom: Carmen). França, 1983. Direção de Jean-Luc Godard, com M aruschka Detmers.

Numa época de muitas Carmens - contemporânea das de Carlos Saura, Francesco Rosi e Peter Brook -, a de Godard integra grupo de criminosos que se envolve com o segurança do banco que vão assaltar. Como todo Godard, o filme discute política e linguagem. Reprise, colorido, 85 min.U

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.