Western com a marca do grande Mann

O Inferno de Dante

Luiz Carlos Merten, O Estado de S.Paulo

23 Julho 2010 | 00h00

15H45 NA GLOBO

(Dante" s Peak). EUA, 1997. Direção de Roger Donaldson, com Pierce Brosnan, Linda Hamilton, Jamie Renée Smith, Jeremy Foley, Elizabeth Hoffman, Charles Hallahan, Grant Heslov.

No mesmo ano, Hollywood resolveu ressuscitar os velhos disaster movies, por meio da história de dois vulcões em erupção. O melhor - menos ruim? - é este, com Pierce Brosnan como cientista que pesquisa a possibilidade de um vulcão entrar em erupção em Washington, levando ao colapso a cidade construída sobre sua encosta. No processo, o herói se envolve com a prefeita, Linda Hamilton, ex-sra. James Cameron. Efeitos razoáveis, personagens que produzem certa empatia, o filme deixa-se ver. É mais do que se pode dizer do outro filme catástrofe de 1997, Volcano - A Fúria, com Tommy Lee Jones. Vale destacar que, no começo da tendência, nos anos 1970, os disaster movies refletiam a crise dos EUA durante o escândalo de Watergate e expressavam a necessidade de lei e ordem (e instituições, principalmente o sistema repressivo, fortes). Hoje, o mundo em perigo serve a outro propósito - exaltar os benefícios propiciados pelo desenvolvimento tecnológico. Reprise, colorido, 109 min.

Spot - Um Cão da Pesada

23H10 NO SBT

(See Spot Run). EUA, 2001. Direção de John Whitesell, com David Arquette, Anthony Anderson, Michael Clarke Duncan, Leslie Bibb, Joe Viterelli.

A ideia deste filme, de tão absurda, chega a ser interessante. Cão treinado pelo FBI fica na mira de criminosos e entra para o programa de proteção a testemunhas. Despachado incógnito para uma cidade de interior, fica aos cuidados de carteiro atrapalhado, mas adivinhe se o local não é invadido pelos bandidos, atrás do supertotó. Por tolo que seja, o programa diverte. Reprise, colorido, 100 min.

Hércules 56

23H30 NA CULTURA

Brasil, 2006. Direção de Sílvio Da-Rin.

O Que É Isso, Companheiro? em versão documentária. O filme reconstitui o sequestro do embaixador norte-americano no Brasil, Charles Burke Elbrick, em 1969. Em troca do diplomata, a guerrilha exigiu a divulgação de um manifesto revolucionário e a libertação de 15 presos políticos, que embarcaram para o exílio num avião da FAB, o Hércules 56 do título. Da-Rin, ex-secretário do Audiovisual, admite que fez o cartaz da Cultura em reação ao incômodo que lhe causava o retrato de guerrilheiros em obras de ficção (com raras e honrosas distinções). Ele entrevista os personagens da época, utiliza extenso material de arquivo - garimpado no exterior - e discute a opção pela luta armada no País. Vale ver. Reprise, colorido, 99 min.

Intercine

1H45 NA GLOBO

A emissora exibe o preferido do público entre - O Lutador, de Isaac Florentine, sequência de O Imbatível, com Michael Jai White substituindo Ving Rhames como pugilista que vai à Rússia gravar um comercial e é vítima de armação para forçá-lo a participar de uma grande luta; e Notas Sobre um Escândalo, de Richard Eyre, com Cate Blanchett e Judi Dench, baseado na peça de Patrick Marber sobre professora que resiste às investidas de colega homossexual e a outra se vinga denunciando-a, quando se envolve com aluno, o que coloca em risco sua carreira (e o próprio casamento).

TV Paga

Região de Ódio

16H15 NO TELECINE CULT

(The Far Country). EUA, 1955. Direção de Anthony Mann, com James Stewart, Ruth Roman, Corinne Calvet, Walter Brennan, Jay C. Flippen.

James Stewart leva seu gado ao Alasca e encontra todo tipo de problema na região distante do título. Os críticos Bertrand Tavernier e Jean-Pierre Coursodon não erraram ao definir os westerns que o diretor Mann fez com o astro James Stewart como o que de melhor e mais puro foi produzido pelo gênero. Personagens sólidos e aspereza da paisagem se combinam e o clima é de tragédia (grega). Reprise, colorido, 97 min.

Carrie, a Estranha

23H45 NO TCM

(Carrie). EUA, 1976. Direção de Brian De Palma, com Sissy Spacek, Piper Laurie, William Katt, John Travolta, Amy Irving, Nancy Allen.

O jovem De Palma ainda era um aplicado discípulo (copiador?) de Hitchcock - portanto, buscava um estilo - quando fez esta fantasia de terror adaptada de Stephen King, sobre garota tratada como freak por seus colegas de escola. Mas ela tem poderes especiais e vai usá-los contra eles, numa memorável cena de destruição. Tanto a sequência (de 1999) quanto o remake para TV (de 2002) são medíocres. Só a versão de De Palma se sustenta. E o twist final é assustador, como você poderá constatar. Reprise, colorido, 97 min.

Cinema, Aspirinas e Urubus

1 H NO CANAL BRASIL

Brasil, 2005. Direção de Marcelo Gomes, com João Miguel, Peter Ketnath, Hermila Guedes.

Um dos grandes - o melhor? - filme da Retomada. Alemão foge da 2ª Guerra e se instala no Nordeste, vendendo aspirinas. E se liga a sertanejo. No visual e nos temas, Marcelo Gomes simplesmente reinventou o Cinema Novo. Reprise, colorido, 104 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.