Wassermann é reeleito presidente da CBL

O editor Raul Wassermann, presidente do grupo Summus, foi reeleito ontem presidente da Câmara Brasileira do Livro (CBL), entidade que representa editoras e livreiros do País. Para seu segundo mandato de dois anos, Wassermann foi eleito em chapa única, da qual também fazem parte o editor Jaime Pinsky e o livreiro Jonny Wolf. Segundo uma estimativa preliminar, o setor movimentou no ano passado cerca de R$ 2 bilhões, imprimiu 350 milhões de exemplares e publicou 49 mil títulos, entre primeiras edições e reedições. É um nível de atividade semelhante ao de 1998, o melhor ano do setor na história da indústria livreira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.