Warner exibe ´Magnólia´, a melhor atuação de Tom Cruise

Filme trata de temas como os pecados dos pais e a necessidade de compaixão

Agencia Estado

07 de julho de 2006 | 16h52

À maneira de Robert Altman, Paul Thomas Anderson solta sua câmera entre numerosos personagens em Magnólia, nesta sexta-feira às 22 horas, no canal Warner. Encontram-se desde um velho moribundo até um sujeito que leva um programa de auto-ajuda na TV e um garoto-prodígio forçado a participar de um show que lhe consome, precocemente, o sistema nervoso.Por meio desse formato de filme/mosaico, o diretor-roteirista tece um retrato que não é só social, mas também íntimo de seres desajustados, Magnólia trata de temas como culpa, medo, raiva, solidão, os pecados dos pais e a necessidade de compaixão. Tudo isso é tratado biblicamente, como uma paráfrase que leva à chuva do desfecho - uma cena inusitada, como você vai ver (se é que ainda não conhece).Foi o último filme interpretado por Jason Robards e traz a melhor atuação do astro Tom Cruise, antes que ele perdesse a noção de realidade aderindo à igreja da cientologia - que poderia fornecer um capítulo, ou uma situação a mais, a esse amplo painel sobre as disfunções da vida americana. O restante do elenco não é menos notável e inclui Julianne Moore, Philip Seymour Hoffman, Philip Kaer Hall e Alfred Molina.

Tudo o que sabemos sobre:
MagnóliaCruise

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.