Waly Salomão é velado na Biblioteca Nacional

O corpo do poeta baiano Waly Salomão, secretário nacional do Livro e da Leitura, chegou no final da tarde de hoje ao salão principal da Biblioteca Nacional, no centro do Rio, onde será velado. O corpo de Waly será cremado amanhã, às 9 horas, no Cemitério do Caju.Vários artistas já estão no local, como o compositor Jards Macalé, seu parceiro em Vapor Barato. O compositor lembrou que a obra de Waly marcou a música popular brasileira.Gal Costa lamentou a morte do poeta, que morou em sua casa nos anos 70, e lembrou os "trabalhos antológicos" que fizeram juntos. "Foi um grande amigo, que dava força e incentivava". A cantora destacou também que Waly atravessava um bom momento profissional e tinha muitos planos para a secretaria. À tarde, o plenário do Senado aprovou mensagem de condolências à família do poeta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.