Waltercio Caldas traz desenhos e objetos a SP

Waltercio Caldas expõe até 30 de outubro doze desenhos e cinco objetos no Gabinete de Arte Raquel Arnaud, com os quais revela um desejo de maior complexidade que vem pontuando seu trabalho, sem abandonar questões relativas à construção do espaço e da transparência, base de sua obra desde a década de 70. "Ainda não foi comprovada a eficiência da simplicidade. Busco uma complexidade e anseio por ela sim", confessa o artista. Agora, a cor ganha importância central, ajudando a criar novos planos de percepção do espaço. E, sobretudo nos desenhos, foi propositalmente pensada como forma de atrair e reter o olhar por alguns instantes. Nos objetos predomina o amarelo, por um único motivo: ele é ainda mais luminoso que o branco. "Não se trata de trabalhar a transparência, mas as várias camadas que ela tem, o peso da pedra, a artificialidade da linha feita pelo homem...", explica.Um dos mais destacados representantes da arte contemporânea brasileira, o artista vem participando de importantes eventos internacionais. O último deles foi a Bienal da Coréia - onde acaba de ser agraciado com o Grande Prêmio, concedido por um júri internacional. Apesar desse crescente interesse por seu trabalho, Waltercio diz ser bastante seletivo em relação a convites para exposições. "Concluí que se você tem uma carreira internacional, isso demanda pensar cada vez mais nessa carreira e menos no trabalho", resume. Waltercio Caldas - Gabinete de Arte Raquel Arnaud, Rua Artur Azevedo, 401, tel. 3083-6322., das 10 às 19 horas (sábados, das 11 às 14 horas; fecha aos domingos). Grátis.Até 30/10.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.