Walcyr Carrasco é alvo de ataque na internet

Uma tonelada de e-mails tem chegado a vários jornalistas, com remetentes fantasiosos e acusações levianas ao autor Walcyr Carrasco, que assumiu a novela Esperança, após intervenção da direção da Globo. As mensagens dizem que Carrasco não foi "ético", pois havia prometido seguir a linha que o titular, Benedito Ruy Barbosa, vinha dando à história, e não cumpriu sua palavra. Mas, que linha? Há tempos, em razão do atraso do texto, nada acontecia na novela. Carrasco é acusado de promover argumentos "infantis". E como se classifica o andamento que Barbosa vinha dando ao personagem Maurício (Ranieri Gonzalez), que matou por estar possuído pelo espírito do pai e ficou livre da prisão?A suposta falta de ética de Carrasco também é argumentada, nos e-mails, pelo fato de ele ter feito, no passado, uma novela para a Manchete (Xica da Silva), sendo então contratado do SBT - onde era mal-aproveitado. Mas Barbosa também chegou a assinar um contrato com o SBT e depois recuou, por pressão da Globo, o que resultou num processo que foi vencido pelo SBT na mais recente decisão judicial sobre o caso.Não cabe discutir aqui quem é melhor que quem. O caso é que o barco não poderia continuar no ritmo em que estava. Se Barbosa teve de se afastar por problemas de saúde, é uma pena. As filhas dele, Edilene e Edmara, donas dos créditos de colaboradoras da novela, se queixam de que Carrasco dispensou a ajuda delas. A colaboração das duas ao pai, entretanto, não vinha surtindo efeito no ritmo da história - ou então, a intervenção da Globo teria sido evitada. Agora que a coisa está feita, ética mínima seria o reconhecimento de que não havia outra esperança para Esperança, senão remexer na história.Em tempo: onde foi parar o personagem de Paulo Ricardo? Por que, diante do atraso que já existia, alguém teve a brilhante idéia de escalar um cantor, sem experiência de ator - o que demandaria mais ensaios - e com uma agenda mais complexa que o resto do elenco?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.