'Volto, mas não ao Fantástico', diz Glória Maria

Jornalista deve retornar ao ar em janeiro, quando acaba sua licença, como repórter especial da casa

Keila Jimenez, O Estado de S. Paulo

11 de maio de 2009 | 10h11

No dominical da Globo ela não põe mais os pés. É assim que Glória Maria abre seu papo com o Estado, para falar sobre sua volta à TV, programada para janeiro, quando acaba sua licença de dois anos.

Quando você volta ao ar?

No dia 1º de janeiro tenho de estar trabalhando, esse é o combinado com a Globo.

Está com saudade da TV?

Não, nenhuma (risos).

Mas vai voltar mesmo assim...

Sim, tenho contrato até 2012 com a emissora, vou voltar.

Recebeu convite de outras emissoras durante sua licença?

De todas. Me ofereceram um caminhão de dinheiro, mas não faria isso com a Globo. Negociei durante um ano para ter essa licença. Não posso pedir para descansar e fechar com outro canal. Foi duro conseguir esse descanso. Ninguém lá me levava a sério quando eu dizia que queria parar, que queria deixar o Fantástico.

Por quê?

Tem um monte de gente se matando pelo Fantástico, como alguém larga o programa? Eu larguei, estava no meu limite. Dei minha alma à Globo, eles me deviam um pouco de paz.

Você vai voltar ao Fantástico?

Não, nunca mais. Não quero mais perder os meus domingos. Devo voltar a fazer reportagens especiais, coisas pelo mundo para os programas da emissora. Mas também busco um projeto novo, claro.

Na sua saída, disseram que a Globo estava afastando você...

Tudo isso se provou uma grande mentira, não é? Também diziam que saí porque não me entendia com o Pedro Bial. Veja bem, ele saiu logo depois de mim. Era a chance dele de ficar com o Fantástico só para ele, né? (risos). Tudo mentira.

Tudo o que sabemos sobre:
TV

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.