Volta a fita

Viva faz dois anos com Globo de Ouro, Dallas e Que Rei Sou Eu?

CRISTINA PADIGLIONE, O Estado de S.Paulo

29 de abril de 2012 | 03h09

Os mullets que faziam a cabeça dos artistas nos anos 80 estão de volta. Só quem via Globo de Ouro sabe o que significa a reprise do musical que a Globo exibia semanalmente, no melhor estilo playback. Pois o Viva, canal pago abastecido de conteúdo feito para TV aberta, ressuscita 34 edições (de 1988 a 1990) do programa para sua festa de aniversário. E será em versão diária, às 23h15, a partir desta quinta-feira.

Ao completar dois anos, o Viva é um fenômeno. É o 9º canal mais visto da TV paga. As relíquias lá vistas causam nostalgia aos mais velhos, surpresa aos mais jovens e diversão nas redes sociais - vide os perfis criados no Twitter para Raquel Acioli, Solange Duprat e Viúva Porcina.

No quesito novela, aliás, o brinde de aniversário é Que Rei Sou Eu?, obra-prima de Cassiano Gabus Mendes, de 1989, que estreia no dia 7, na mesma faixa de Vale Tudo e Roque Santeiro.

As reprises das séries clássicas Dallas (2ª a 6ª, 21h30) e Twin Peaks (2ª a 6ª, 22h30) abrem as comemorações, a partir de amanhã. "É um conteúdo que, a exemplo de filmes, atende a todos os públicos", diz a diretora do canal, Letícia Muhana. "A gente não está restringindo a algo que atenda só ao espectador feminino."

'Minha alma canta'. Acervo de cenas antológicas, mas também de muitos hits que pereceram com o tempo, o Globo de Ouro não assina sozinho o canto de aniversário. Para o dia 18, exatamente a data de aniversário, o Viva reserva para a vaga das 23h15 a exibição única do especial Antonio, o Brasileiro, com Tom Jobim e convidados como Chico Buarque, Edu Lobo e Marina Lima.

Para não dizer que todas as pérolas já darão suas cartas nesses primeiros dias, está reservada para 21 de maio a estreia de uma série de edições especiais, com uma hora cada e vários depoimentos gravados especialmente para a ocasião, do Reviva, revista eletrônica que contempla as grandes produções ali reprisadas. São cinco especiais temáticos - um de variedades, um de humor, outro de música e dois de teledramaturgia - sob direção de Tadeu Jungle.

No fim de semana (sábado, às 13 h e domingo, às 16 h) tem Cassino do Chacrinha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.