Vivienne Westwood mistura rock e política em desfile londrino

Sacolas de brindes da estilista ofereciam abaixo-assinados e formulários para doações a entidades humanitárias

Sarah Marsh, da Reuters,

15 Fevereiro 2008 | 10h30

Uma mistura poderosa de política e rock'n'roll foi fortemente aplaudida na quinta-feira, 14, no primeiro desfile de Vivienne Westwood em Londres nos últimos nove anos. A sempre polêmica estilista britânica fez sua primeira modelo descer a passarela de calcinhas na cor laranja dos uniformes dos presos em Guantánamo, com a inscrição "Fair Trial My Arse", um trocadilho que ironiza a justiça dos julgamentos dos detentos. Enquanto as sacolas de brindes na maioria dos desfiles de moda transbordam de maquiagem e balas, as de Vivienne ofereciam abaixo-assinados e formulários para fazer doações a entidades humanitárias. "Precisamos de uma mudança radical de ética, senão estaremos rumando para o desastre", disse a estilista, que frequentemente pontua seus desfiles com mensagens políticas. Vivienne disse à Reuters Television que, para dedicar tempo a seu manifesto político, entregou as rédeas criativas de sua coleção Red Label a um assessor em quem confia. A estilista, que ganhou fama nos anos 1970 com suas criações para a banda Sex Pistols, repletas de alfinetes e inspiradas no tema "bondage", disse que sua coleção Red Label de outono-inverno deve muito à era punk. Microssaias e minivestidos foram usadas com botas de couro até os joelhos conferiram um loa selvagem às roupas. Vivienne vai continuar a exibir sua primeira linha, a Gold Label, em Paris, mas disse a jornalistas na quinta que quer continuar a mostrar a Red Label em Londres. Outro estilista britânico a voltar a Londres será Graeme Black, na sexta-feira, 15, depois de 15 anos expondo suas coleções na Itália, com passagens por Giorgio Armani e Ferragamo. O retorno de estilistas famosos vem aumentando o interesse em torno da Semana de Moda de Londres, que está vivendo um ressurgimento graças a nomes em ascensão como Gareth Pugh, Marios Schwab e Christopher Kane, todos elogiados por editores de moda. A Semana de Moda de Londres começou em 10 de fevereiro e termina nesta sexta. Quase 60 estilistas terão apresentado suas coleções de outono-inverno.

Mais conteúdo sobre:
Vivienne Westwood moda Londres

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.