Viver com medo

Lua é quarto crescente em Escorpião

Oscar Quiroga, O Estado de S.Paulo

06 de agosto de 2011 | 00h00

Viver com medo é a maior tragédia humana, o que leva a questionar seriamente as regras da civilização atual, que promulga e incentiva o medo como forma de domínio e, inclusive, de sustentação da economia. Viver com medo faz circular fabulosa quantidade de dinheiro em seguros, segurança, armamento, religião, educação, terapia, saúde, previdência; seria difícil imaginar em que área da civilização o medo não tem cravadas suas garras para incentivar os humanos a se organizarem em torno de sua inerente tragédia. Ponha a mão no seu coração e analise com objetividade quantas de suas atitudes cotidianas se baseiam no medo. O resultado pode ser desconcertante, mas é necessário enfrentá-lo. Viver com medo é o contrário de nossa função. Afinal, somos eficientes organismos de criatividade.

ÁRIES 21-3 a 20-4

As impossibilidades experimentadas recentemente devem ter servido para você planejar tudo com mais inteligência e sabedoria. Nada está perdido, porém, há coisas que será melhor você perder por própria vontade.

TOURO 21-4 a 20-5

Reveja a relação que você mantém com as pessoas mais próximas, porque é com elas que terá de compartilhar as possíveis vitórias em andamento. As vitórias não deverão tornar-se motivo de afastamento dessas pessoas.

GÊMEOS 21-5 a 20-6

Em vez de dar por sabido que a conclusão foi atingida, observe a realidade com atenção redobrada, já que assim será possível perceber todas as pontas que ficaram soltas, mas que precisarão ser devidamente amarradas.

CÂNCER 21-6 a 21-7

O mundo ficou mais perigoso, as pessoas ficaram mais desconfiadas, o amor ficou último na fila de prioridades reais. Não é surpreendente que você se sinta sob pressão e pressentindo algo que não sabe explicar.

LEÃO 22-7 a 22-8

Este é o momento de rever suas decisões e analisá-las sob a ótica da sabedoria. Aproveite que as circunstâncias não puderam ainda ser superadas e reveja essas decisões. Talvez você descubra algumas falhas nessas.

VIRGEM 23-8 a 22-9

A constatação das dificuldades e paradoxos da realidade não deve tornar-se motivo de sua alma adotar o cinismo como forma de relacionar-se com a vida. Renove os laços de confiança, sem esses sua alma estará perdida.

LIBRA 23-9 a 22-10

Será sempre mais difícil chegar ao ponto em que as pessoas compreendam a necessidade de colaborarem entre si e darem passos para isso sair da teoria e se converter em prática. A dificuldade, porém, valerá a pena.

ESCORPIÃO 23-10 a 21-11

Por acaso você não acha que o tempo é muito mais sábio do que você? Talvez você não pense assim, mas considere a possibilidade de sua alma ser feita de tempo, dessa matéria misteriosa que traz tudo à manifestação.

SAGITÁRIO 22-11 a 21-12

Você perceberá o quanto falta ainda para o mundo se endireitar quando desejar passar da teoria à prática e descobrir que o mundaréu de pessoas que antes apoiava você agora finge não saber do que se trata.

CAPRICÓRNIO 22-12 a 20-1

Para o mundo é muito mais interessante que sua alma seja mais uma dentre as inúmeras sofredoras. As limitações que você experimentar não devem ser motivo de lamento, mas de incentivo para ser superadas.

AQUÁRIO 21-1 a 19-2

Este é um momento em que você precisa tomar cuidado com as pessoas, não no sentido de incentivar a desconfiança, porque esse vício corrompe relacionamentos. Cuide para compreender a natureza verdadeira das pessoas.

PEIXES 20-2 a 20-3

Em vez de lutar com fervor contra tudo e todos que você acha obstáculos e adversários, instale em sua mente e coração a atitude de tratar tudo isso com divina indiferença. Mate as perturbações com indiferença.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.