Vivendi se desfaz de obras de Picasso, Rodin e Miró

O conglomerado Vivendi Universal anunciou hoje que pretende se desfazer de sua valiosa coleção Seagram de arte, que adquiriu em 2000. A gigante do entretenimento vai pôr à venda preciosidades de Rodin, Picasso, Miró, entre outros mestres. As obras serão leiloadas ainda no primeiro semestre, pela Christie´s. A decisão de se desfazer da coleção integra uma série de ações para tentar honrar dívidas de cerca de US$ 20 bilhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.