Silvia Zamboni
Silvia Zamboni

Virada Sustentável tem programação infantil; veja os destaques

De 2 a 22 de setembro, o evento será realizado em modelo híbrido (presencial e virtual) com várias atrações para crianças

Vanessa W. Skilnik , www

03 de setembro de 2021 | 05h00

De 2 a 22 de setembro, a 11ª Virada Sustentável de São Paulo será realizada em modelo híbrido, com eventos presenciais e virtuais. E inclui uma programação infantil que usa várias linguagens artísticas para abordar temas como sustentabilidade e diversidade. As apresentações serão no Centro Cultural São Paulo, com shows musicais, teatro, circo e contação de histórias.

Entre os shows, destaque para o Grupo Triii com a Palhaça Rubra (dia 5/9, às 15h) e para Zeca Baleiro e Banda com o show Zoró Zureta, que reúne sucessos de seus dois álbuns anteriores voltados para o público infantil (dia 12/9, às 15h). 

A Mostra de Teatro terá oito apresentações. Água Doce, da Cia da Tribo (5/9), 15h, conta a história mítica da Iara e de outros seres folclóricos presentes nas comunidades ribeirinhas. Já a montagem Um Canto para Carolina, da Cia. dos Inventivos (5/9, 20h), inspira-se na obra Quarto de Despejo da escritora Carolina Maria de Jesus. E o Núcleo Caboclinhas retrata a vida da poeta Cora Coralina em Cora, Doce Poesia, no dia 5/9, 19h.

Para os três espetáculos da Mostra de Circo, o grupo Rainhas do Radiador traz o espetáculo A Andarilha (4/9, 14h30), com música tocada ao vivo por uma sanfoneira, que interage com a palhaça Rufina durante toda a apresentação. A Casa das Lagartixas aborda inclusão e diversidade em Birita Procura-se (5/9, 15h30). Encerrando a Mostra, a Trupe duNavô performa Descortina a Rua, que propõe um momento de pausa no cotidiano das pessoas, no dia 12/9, às 14h30.

A Mostra de Contação de Histórias terá 14 apresentações. Entre elas, a Trupe BorboLetras interpreta Histórias de Mar (4/9, 15h30) inspiradas em contos de Mia Couto. O escritor Daniel Munduruku traz conversas sobre o mundo indígena no dia 5/9, 18h, e, no dia 10/9, às 20h, a contadora Mafuane Oliveira narra a história de Wangari Maathai, a 1ª mulher do continente africano a receber o prêmio Nobel da Paz. 

A programação é gratuita e será transmitida online pelo site do evento, www.viradasustentavel.org.br. Adicionalmente, todas as atividades no Centro Cultural São Paulo, exceto os dois shows musicais, podem ser acompanhadas presencialmente com reservas antecipadas de ingressos online e retiradas na bilheteria do CCSP 30 minutos antes do início do espetáculo. A lotação das salas será de acordo com os protocolos vigentes no dia.

Tudo o que sabemos sobre:
criançameio ambiente

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.