Virada à paulista tem biscoitos finos do Indie

Quem quiser ver a big band Pink Martini, pela primeira vez no Brasil, vai ter de pegar a estrada. O grupo toca no dia 14 de maio, às 23h59, em São José do Rio Preto, no palco externo do Anfiteatro Nelson Castro. No dia seguinte, toca em Piracicaba, às 17 horas, no Engenho Central.

Jotabê Medeiros, O Estado de S.Paulo

23 Abril 2011 | 00h00

É o segundo ano em que o evento apresenta uma consistente programação internacional - no ano passado, trouxe Cat Power (EUA), Mudhoney (EUA) e Yann Tiersen (França).

Além de Pink Martini e Agnès Jaoui, outro destaque da Virada Cultural Paulista este ano é o Superchunk, mito do rock alternativo. O grupo está em turnê promovendo Majesty Shredding, seu primeiro disco após um hiato de 9 anos. Vêm com Jim Wilbur (guitarra e vocais), Jon Wurster (bateria), Laura Ballance (baixo e vocais) e Mac McCaughan (guitarra e vocais).

A jornada terá também Maria Gadú, Charlie Brown Jr., Renato Teixeira, Angra, Fafá de Belém, Tulipa Ruiz, Thiago Pethit e Marcelo Jeneci. DJs, espetáculos de circo, dança, teatro e pocket ópera também fazem parte da programação.

A Virada terá ainda uma intensa programação de espetáculos de teatro, com peças como Análise Comportamental e Crítica da Música Eduardo e Monica, com direção de Fernanda D"Umbra em Assis; Assembleia dos Bichos, da Bendita Trupe em Botucatu; Bichos do Brasil, com Pia Fraus em Franca; e espetáculos de dança, intervenções urbanas, stand up comedy, circo, cinema, arte de rua e música erudita.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.