Violência de Siegel e Jim Jarmusch

Dr. Dolittle 5

LUIZ CARLOS MERTEN, O Estado de S.Paulo

20 de dezembro de 2012 | 02h09

16H10 NA GLOBO

(Dr. Dolittle 5). EUA, 2008. Direção

de Alex Zamm, com Kyla Pratt, Tegan Moss, Brandon Jay Mclaren, Jason Bryden, Judge Reinhold, Karen Holness.

A série do Dr. Dolittle prossegue sem Eddie Murphy. Sua filha, que herdou a habilidade do pai de falar com animais, vira apresentadora de TV - num programa de entrevistas com... bichos. É para ser engraçado, mas não é. Reprise, colorido, 100 min.

Ana dos Mil Dias

22 H NA CULTURA

(Anne of the Thousand Days). EUA, 1969. Direção de Charles Jarrott,

com Richard Burton, Geneviève Bujold, Irene Papas.

Na linha de O Leão no Inverno - mas o outro filme, de Anthony Harvey, é melhor -, o diretor Jarrott transforma a vida e os amores de Henrique VIII num novelão. O rei, interpretado por Richard Burton, tenta se livrar de Catarina de Aragão para se unir a Ana Bolena, mas depois também desiste dela - e a faz matar - para seguir com seus casamentos. Grande elenco, luxo de produção - e Oscar de figurinos -, mas não procure acuidade histórica, porque será perda de tempo. Reprise, colorido, 150 min.

Dirty Harry

23 H NA REDE BRASIL

(Dirty Harry). EUA, 1971. Direção de Don Siegel, com Clint Eastwood, Harry Guardino, Reni Santoni, John Vernon.

O primeiro da série integra a parceria do astro Clint com o grande diretor Siegel - que foi um de seus mestres, com o italiano Sergio Leone. O policial Harry Callahan, conhecido por seus métodos violentos, pega em armas na caçada a serial killer que sequestrou ônibus escolar. A mesma história, o mesmo criminoso, também inspirou Zodíaco, de David Fincher. Grande ação e um desfecho explosivo, quando Dirty Harry toma consciência de que foi longe demais. Reprise, colorido, 102 min.

K-Pax - O Caminho da Luz

3 H NA BAND

(K-Pax). EUA, 2001. Direção de Iain Softley, com Kevin Spacey, Jeff Bridges, Mary McCormack, Alfre Woodard, Kimberly Scott, Conchata Ferrell,

Saul Williams, David Patrick Kelly.

Médico investiga paciente que diz ter vindo de outra galáxia e fica tão intrigado que começa a acreditar que isso seja possível. Pelo menos, é o que diretor Softley quer fazer crer. Bom elenco, mas não espere nada além de boas intenções (na crítica ao mau estado do mundo). Reprise, colorido, 116 min.

Eu, Christiane F

3H40 NA REDE BRASIL

(Christiane F. - Wir Kinder Vom Bahnhof Zoo). Alemanha, 1981. Direção

de Uli Edel, com Natja Brunckhorst, Thomas Haustein.

O livro de mesmo nome fez sucesso e provocou polêmica por seu retrato franco, para muitos abusivo, de uma adolescente drogada e prostituída. O diretor Edel ganhou projeção internacional e terminou indo fazer, em Hollywood, Corpo em Evidência, com Madonna, anos mais tarde. Reprise, colorido, 138 min.

TV Paga

Quando as Águias se

Encontram

13H05 NO TELECINE CULT

(The Great Waldo Pepper). EUA,

1975. Direção de George Roy Hill,

com Robert Redford, Bo Sevenson, Susan Sarandon.

Após a chuva de Oscars por dois grandes sucessos com a dupla Paul Newman/Robert Redford - Butch Cassidy e Golpe de Mestre -, o diretor Roy Hill se lançou num projeto mais pessoal e fez este filme sobre um pioneiro da aviação. Apesar do carisma de Redford - e das brilhantes cenas aéreas -, o público não se sentiu atraído pelo tom nostálgico. Um desapontamento na bilheteria que teve reflexos na evolução de Hill. Ele fez mais alguns filmes e desistiu da carreira. Reprise, colorido, 107 min.

Medianeras - Buenos Aires na Era do Amor Virtual

16H55 NO TELECINE CULT

(Medianeras). Argentina, 2011. Dire-ção de Gustavo Taretto, com Javier Drolas, Pilar López de Ayala.

'Medianeras' são janelas falsas que ornamentam prédios de Buenos Aires e que o diretor Taretto usa como metáforas para falar do amor na era virtual. Javier Drolas e Pilar Ayala vivem se cruzando nas ruas da capital argentina, mas cada um está imerso em seu mundo (e em seu computador). O diretor já havia abordado o tema como curta-metragem. Reprise, colorido, 100 min.

Ghost Dog, Matador Implacável

22 H NO TCM

(Ghost Dog - The Way of the Samurai). EUA /França, 1999. Direção de Jim Jarmusch, com Forrest Whitaker,

Cliff Gorman, Henry Silva, Isaach de Bankolé, Tricia Vessey.

Na sequência de seu western Dead Man, de 1995, com Johnny Depp, Jarmusch fez este filme com Forrest Whitaker na pele de assassino solitário que vive segundo o código dos samurais. Ghost Dog tem a cara do diretor de Stranger than Paradise e Daunbailó. É minimalista e passa com frequência a impressão de que nada ocorre na tela, embora, em verdade, a narrativa esteja cheia de peripécias (mas elas não são detalhadas aos olhos do espectador). Whitaker tem aqui um de seus melhores papéis, senão o melhor. Ele é intenso na concentração. Quase não se move e, quando o faz, é com estudada lentidão, como o próprio filme, que transpira o estilo de humor negro quase neorrealista característico de Jarmusch. Reprise, preto e branco, 116 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.