Vide Bula mostra os anos de colégio. Americanos.

Ao som do punk rock da banda Los Pirata (assim mesmo, no singular) chegou ao fim o quarto dia de SPFW. O grupo fez ao vivo a trilha do desfile da Vide Bula, que apresentou uma coleção que promete vender bem, já que é tudo dentro do esperado: muito jeans, muito moletom, e camisetas divertidas (como a do Erotic boy e a das animadoras de torcida, com direito a aplicações de pompom).A Vide Bula diz que a inspiração são os anos de colégio. Só se for dos tempos de intercâmbio nos states, né? As referências são todas de estudantes americanos, com seus moletons de barrado em punho com listras e estampas de números, sainhas plissadas, e até os terninhos jeans (sabe coisa de filminho adolescente, com gangues de garotas que se vestem iguais e são as arrasa-quarteirão da escola? Essas.)Bom o mini cardigã de lã (mas mini mesmo, pouco abaixo do busto). As garotinhas vão adorar. A pincelada de glamour ficou para os adereços, como os colares, pulseiras e cintos de pérola. O "ohhhhh" da platéia ficou reservado para a new face Rojane, a baianinha de 17 anos da Elite, que teve o salto quebrado no meio do desfile, mas segurou bem a bronca.Já no quesito celebridade, a Vide Bula ficou no segundo escalão. Entre o DJ Zé Pedro, o VJ Max Fivelinha, quem roubou a cena foi Monique Evans. "A Vide me veste", justificou. E como ela também foi estrela da Cavalera, a gente aproveitou e perguntou o que ela achou de voltar à passarela. Resposta: "Fiquei com medo que me confundissem com uma modelo". Hein????Veja galeria de fotos

Agencia Estado,

31 de janeiro de 2004 | 23h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.