Divulgação
Divulgação

Victor Brecheret, o escultor de São Paulo

MuBe comemora 15 anos com a exposição Brecheret - Mulheres de Corpo e Alma

07 de maio de 2010 | 04h00

Marina Vaz - O Estado de S. Paulo

 

SÃO PAULO -  Em maio de 1995, as obras de Victor Brecheret (1894-1955) inauguravam a primeira mostra do Museu Brasileiro da Escultura (MuBE). Agora, para comemorar o 15º aniversário da instituição, o chamado ‘escultor de São Paulo’ volta ao espaço - mas, desta vez, com figuras exclusivamente femininas.

 

A exposição Brecheret - Mulheres de Corpo e Alma reúne 60 esculturas e 106 desenhos inéditos do artista ítalo-brasileiro, vindos de coleções particulares e de acervos como os do Palácio do Governo e do próprio Instituto Victor Brecheret, que organiza a mostra. As peças, feitas de materiais como mármore, bronze e terracota, revelam o interesse do artista pela arte indígena e pela busca de padrões estéticos distintos do europeu.

 

Entre as obras, está ‘Mãe’ (1927-30), exibida pela primeira vez ao público, que tem formas geométricas e influência de ‘art déco’. Os desenhos mostram o gosto de Brecheret pela técnica. "Ele desenhava para descansar", diz a curadora Daisy Peccinini. De fato. Um deles foi feito no verso de um convite de casamento.

 

MuBE. R. Alemanha, 221, Jd. Europa, 2594-2601. 10h/19h (fecha 2ª).

Tudo o que sabemos sobre:
Victor Brecheret

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.