Lady Gaga no MTV VMA 2010, com seu 'vestido de carne'. Foto: AFP PHOTO / Mark RALSTON
Lady Gaga no MTV VMA 2010, com seu 'vestido de carne'. Foto: AFP PHOTO / Mark RALSTON

Vestido de carne de Lady Gaga é exposto em museu nos EUA

Polêmica peça de roupa foi utilizada pela artista no VMA em 2010

AFP

11 de setembro de 2015 | 11h28

NOVA YORK - O vestido de carne de Lady Gaga, que desatou uma intensa polêmica quando foi exibido pela artista na entrega dos prêmios VMA da MTV em 2010, voltou a ser exibido em um museu nesta sexta-feira, 11.

O Hall da Fama do Rock and Roll de Cleveland anunciou que o vestido estará exposto até o fim do ano, com a ideia de celebrar o quinto aniversário de um dos incidentes mais discutidos do mundo da moda.

O vestido, formado por várias camadas de carne crua e desenhado por Franc Fernandez, foi comprado pelo museu depois da cerimônia na MTV, e guardado em um frigorífico.

"Foi então colocado em um tanque com produtos químicos, e quando ainda era flexível, se deu forma de corpo e secou", explicou o comunicado do museu, acrescentando que ele foi em seguida pintado para parecer fresco.

Lady Gaga usou o vestido para aceitar o prêmio de vídeo do ano por Bad Romance, e o debate que se criou discutia se a artista queria dizer algo ou simplesmente buscava impactar.

Ela, que já era conhecida por suas escolhas extravagantes de vestuário, esclareceu que o vestido mostrava a necessidade de lutar pelos próprios princípios, ou do contrário "logo teremos tantos direitos como a carne sobre nossos ossos".

O grupo defensor dos animais PETA manifestou seu horror pelo vestido e disse que espera que a mostra em Cleveland encoraje as pessoas a se informarem e deixarem de consumir produtos animais.

Mais conteúdo sobre:
Lady GagaEstadão Trends

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.