Vertigo volta ao Brasil com "Luna"

O Vertigo volta ao Brasil. A badalada companhia canadense apresenta seu novo espetáculo, Luna, amanhã e quinta no Teatro Municipal, depois segue para o Rio. O grupo marca a abertura da Série Antares 2003, que ainda terá durante a temporada o Ballet de Frankfurt e Merce Cunningham Company. Para a abertura, uma coreografia que pode ser considerada uma verdadeira ode ao corpo, como define a diretora da companhia, Ginette Laurin.Considerada genial por muitos críticos, principalmente pelos europeus, Ginette começou suas atividades com os saltos e os flexíveis movimentos da ginástica olímpica. Apaixonada pelos gestos e ritmo, decidiu dedicar-se à dança clássica e moderna. Nos anos 1970, participou do grupo Nouvelle Aire ao lado de Edouard Lock, do La La La Human Steps, uma das principais companhias do Canadá.Paralelamente, dedicou-se ao trabalho de coreógrafa independente e, em 1984, fundou sua própria companhia, O Vertigo, um grupo que coleciona prêmios e elogios pelo mundo. Vertigo, em francês, é uma doença que compromete o sistema nervoso de cavalos e os faz girar, enlouquecidos. "Quando eu era criança, minha mãe dizia que eu sofria de vertigo, eu não parava um minuto sequer."O artigo "o" na frente do nome serve para diferenciar do filme clássico de Alfred Hitchcock, que em português ficou conhecido como Um Corpo que Cai, além de brincar com a palavra vertigem, em inglês. "Meu estilo de dança é único, particular. Sou apaixonada pelo movimento puro. Em um primeiro momento de minha carreira minha atenção estava voltada para peças dinâmicas, lidávamos com obras arriscadas, bem próximas da ginástica olímpica. Atualmente, me detenho no detalhe dos movimentos, na complexidade dos gestos, enfim estou seguindo um outro caminho, sem abandonar a performance, porém, mais atenta à reflexão", afirma Ginette.O Vertigo Danse. Amanhã e quinta, às 21 horas. De R$ 20,00 a R$ 80,00. Teatro Municipal. Praça Ramos de Azevedo, s/n.º, tel. 222-8698. Patrocínio: Embratel.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.