Versátil, Olivia Newton-John inicia turnê britânica

Da adolescente romântica do musical "Grease" à ousada instrutora de ginástica do single "Physical" - com uma trajetória dessas, ninguém pode acusar Olivia Newton-John de ter se acomodado em 40 anos de carreira.

Reuters

11 de março de 2013 | 17h44

A australiana, que nasceu na Inglaterra e faz sua primeira turnê por lá em 35 anos, admite se assustar com algumas escolhas da sua carreira, que inclui quatro Grammys e o papel de protagonista no musical de maior sucesso na história do cinema norte-americano.

"Gosto de um desafio", disse Newton-John, de 64 anos, em entrevista à Reuters antes de iniciar uma série de seis shows na Grã-Bretanha.

"Sempre tive medo dessas mudanças, mas as fiz mesmo assim, na linha ‘encare seus medos' (...), porque eu sentia que a gente precisa se desafiar. Mas ficava aterrorizada."

Em 1981, a canção "Physical", do álbum homônimo, foi banida em algumas rádios dos EUA por causa de versos como "Não há nada mais a conversar/a não ser horizontalmente". No vídeo da música, ela interpretava uma sensual instrutora de ginástica, com roupa justa e cercada por homens besuntados de óleo, e que no final revelavam ser gays.

"Olho para trás agora e é hilário, porque era safado demais para a época", disse ela. "Foi outro desafio que funcionou, graças a Deus. Ia ser um grande sucesso ou nada. Não havia meio-termo naquela música."

(Reportagem de Mike Collett-White)

Tudo o que sabemos sobre:
GENTENEWTONJOHN*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.