Verônica, entre afeto e violência

Chofer de Praça

LUIZ CARLOS MERTEN, O Estado de S.Paulo

14 de abril de 2013 | 02h18

11H45 NA CULTURA

Brasil, 1958. Direção de Milton Amaral, com Mazzaropi, Geny Prado, Ana Maria Nabuco, Carmem Morales, Maria Helena Dias, Roberto Duval.

O horário Mestres do Riso resgata uma das comédias menos conhecidos de Mazzaropi. Para ajudar o filho a realizar o sonho de ser médico, Mazza trabalha como motorista de táxi. O filme foi particularmente importante por ter sido o primeiro que ele produziu, investindo economias de uma vida inteira. Reprise, preto e branco, 97 min.

Missão Quase Impossível

13H50 NA GLOBO

(The Spy Next Door). EUA, 2010. Direção de Brian Levant, com Jackie Chan, Amber Valletta, Madeline Carroll, Will Shadley, Alina Foley.

O título original é O Espião da Porta ao Lado, mas no Brasil os distribuidores forçaram a aproximação com a série famosa. Jackie Chan, ex-espião da CIA, vai descobrir que difícil é cuidar dos filhos da namorada. Reprise, colorido, 94 min.

Louis Funès - Um Gênio da

Comédia

15 H NA CULTURA

(Louis de Funès ou Le Pouvoir de Faire Rire). França, 2002. Direção de Eric Delacour.

Documentário que recupera a trajetória de Louis de Funès. Sozinho ou em dupla com Bourvil, ele interpretou os maiores sucessos de público do cinema francês nos anos 1960 e 70. Seu humor, satirizando o homem comum - e em geral ranzinza -, fez dele um ícone na França. Reprise, preto e branco e colorido, 52 min.

Mr. Holland, Um Adorável

Professor

16 H NA REDE BRASIL

(Mr. Holland's Opus). EUA, 1995. Direção de Stephen Herek, com Richard Dreyfuss, Glenne Headly, Jay Thomas.

Baseado numa história real, mostra Richard Dreyfuss como professor que se dedica a ensinar música para estudantes carentes de Nova York. Ele sacrifica a própria vida familiar e chega a um momento em que sua disciplina não é mais prioritária. O esforço terá valido a pena? Dreyfuss é ótimo, mas o filme carrega nos sentimentos. Reprise, colorido, 140 min.

No Sos Vos, Soy Yo

22H30 NA TV BRASIL

(No Sos Vos, Soy Yo). Argentina, 2004. Direção de Juan Taratuto, com Diego Peretti, Soledad Villamil, Cecilia Dopazo, Hernán Jiménez, Luis Brandoni.

Argentino sonha emigrar para os EUA, mas a namorada o abandona e ele come o pão que o Diabo amassou. Quando as coisas começam a dar certo, ela tenta reatar. Se o filme é argentino, é bom. A generalização não é de todo descabida, como você poderá confirmar (mais uma vez). Inédito, colorido, 105 min.

O Escorpião Rei 2: A Saga de Um Guerreiro

23H15 NA RECORD

(Scorpion King: Rise of Akkadian). EUA, África do Sul, Alemanha, 2008. Direção de Russell Mulcahy, com Michael Copon, Randy Couture, Karen Shenaz David, Amira Quinlan, Simon Quarterman.

O segundo filme da série conta a história de Mathayus e de como ele tenta realizar o sonho de ser guerreiro na corte de Akkad. Ação, humor, pancadaria - e efeitos. Entra por um olho e sai pelo outro, mas quem curte aventuras mitológicas vai gostar. Reprise, colorido, 91 min.

Os Reis da Rua

0H55 NA GLOBO

(Street Kings). EUA, 2008. Direção de David Ayer, com Keanu Reeves, Forest Whitaker, Hugh Laurie, Chris Evans, Cedric Kyles, Jay Mohr.

Keanu Reeves faz policial psicótico (e alcoólatra) que é acusado de assassinato. Seus métodos para provar que é inocente só aumentam as dúvidas ao seu redor. James Ellroy colaborou na história e no roteiro. Já é alguma coisa. Reprise, colorido, 109 min.

Passagem

3 H NA TV BRASIL

Brasil, 2005. Direção de Jaime Lerner.

O mundo visto de uma estação rodoviária, onde as pessoas tendem a estar só de passagem. Reprise, colorido, 52 min.

TV Paga

Verônica

22 H NO CANAL BRASIL

Brasil,2008. Direção de Maurício Farias, com Andrea Beltrão, Marco Ricca, Matheus de Sá, Flávio Migliaccio, Camila Amado, Ailton Graça.

Andréa Beltrão é excepcional dirigida pelo marido neste drama que guarda alguma semelhança com Glória, de John Cassavetes (e, depois, de Sidney Lumet). Ela faz professora que pega em armas para proteger aluno cuja família foi chacinada pelo tráfico. O diretor Maurício Farias é o mesmo de Vai Que Dá Certo, em cartaz nos cinemas. Reprise, colorido, 89 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.