Vergonha da Fifa!

Pego de surpresa pela boa imagem que a imprensa estrangeira tem feito do Brasil na Copa, Ronaldo Fenômeno deve estar agora com vergonha da Fifa. Não esperava, a essa altura do campeonato, virar membro do comitê organizador de evento promovido por uma entidade supostamente associada pela polícia à máfia internacional de cambistas.

Tutty Vasques, O Estado de S.Paulo

09 de julho de 2014 | 02h07

Merece retificação a entrevista que o ex-jogador deu à agência de notícias Reuters a três semanas do pontapé inicial no Itaquerão, dizendo-se envergonhado com a bagunça no País para cumprir as exigências da Fifa: "É essa burocracia toda, uma confusão, um disse me disse, atrasos..."

Não que na época seus temores não fizessem sentido, mas, uma vez defeitos - ao que tudo indica por graça divina -, imagina o constrangimento que não deve estar sentindo o Fenômeno, sempre tão comprometido com a coisa certa, vendo a imagem da Fifa apodrecendo desse jeito na imprensa mundial!

Mó vergonha, né não?

Máxima saia justa

O fato de a rainha consorte da

Holanda ter nascido na Argentina

não quer dizer nada a não ser,

talvez, que nenhuma outra soberana do mundo queria estar hoje no trono de Máxima Zorreguieta durante esse Holanda x Argentina no Itaquerão.

Licença poética

O ministro Joaquim Barbosa

teve bons motivos para adiar sua

saída do STF para depois da Copa. Não tem nada a ver se aposentar

nesses dias em que ninguém

está trabalhando em Brasília!

Mal comparando

Quatro pessoas saíram feridas

do primeiro dia da tradicional

corrida de touros de Pamplona, na Espanha, três delas atingidas por trás mais ou menos na região do corpo em que o colombiano Zuñiga acertou aquela patada no Neymar.

Ô, raça!

O preço dos ingressos para a

finalíssima da Copa praticamente dobrou de valor depois

que Dilma Rousseff

confirmou em rede social

que estará no estádio

cumprindo seu papel no

ritual de encerramento do

Mundial. Argumentam os

cambistas oficiais da Fifa que "vaiar a presidente entregando a taça no Maracanã não tem preço".

Made in Argentina

Os argentinos estão de volta

a São Paulo! Trouxeram

dessa vez, além de

churrasqueira e chimarrão,

uma daquelas frentes frias

que eles exportam mais

que doce de leite para

todo o continente.

Tudo o que sabemos sobre:
Tutty Vasques

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.