Verão 2004 já chegou ao mundo fashion

Nem bem o verão terminou e já tem uma turminha de olho na temporada do ano que vem, preocupada com quais serão os fios, cores, tecidos e formas que estarão na moda quando os termômetros começarem a subir em 2004. De hoje até quinta-feira, os confeccionistas, empresários da cadeia têxtil e estilistas estarão circulando nos corredores do Pavilhão de Exposições do Anhembi, de olho nas novidades de tecidos, estamparia e aviamentos da Texbrasil Fenatec - Feira Internacional de Tecelagem.Simultaneamente, é realizada a Feimaco - Feira Internacional de Máquinas de Costura e Componentes, onde o destaque é, de longe, o Body Scanner. O equipamento, que será mostrado pela Lectra, parece coisa de ficção científica. Como num efeito especial, a máquina registra a silhueta e a forma de uma pessoa virtualmente em três dimensões, revelando mais de 85 medidas, em apenas 20 segundos. Segundo o fabricante, o Body Scanner vai atender à demanda por roupas personalizadas que já começa a chegar às redes de varejo.A cada estação, os designers tomam contato com tudo o que há de novo para construir um modelito - e são exatamente essas bases os atrativos em uma feira do gênero. O exercício de futurologia começa nos fios, passa pelas malhas e tecidos, e termina nas lavagens. A Rhodia, por exemplo, lança fios que tenham apelos da próxima estação, como o brilho. O Satiné tem um corte transversal tipo lâmina e exibe uma luminosidade que combina com verão. Entre as malhas, a coleção fashion da Doutex destaca o Guipire e o Clubber, tecido furadinho estampado. Para a moda praia, a Rosset Têxtil aposta nos florais exóticos, no mix de etnias, nos efeitos especiais - metalizados, perolados e matizados -, nas cores claras e ácidas, nos tons delavês dos azuis, rosas e lavanda, além dos amarelos e laranjas.Já a Vicunha vai montar na feira o protótipo de lavanderia profissional, onde os visitantes poderão conferir os resultados de modernas técnicas de lavagens - técnicas que podem alterara completamente as características de um tecido ou de uma peça de roupa. Outro espaço que deve fazer muito sucesso na Fenatec á a exposição que a Swarovski montou por lá. O destaque é para a apresentação da fantasia que Adriane Galisteu usou no desfile da Portela, com mais de 80 mil pedrinhas. A instalação terá ainda peças de Walter Rodrigues, Mareu Nitschke, Karla Giroto, Reinaldo Lourenço, Carlos Tufvesson, Lino Villaventura, Cavalera e um modelo feito pela designer britânica Vivienne Westwood.Futuro fashion - Para os sedentos por informação, a primeira-dama da moda brasileira, Costanza Pascolato, faz amanhã palestra sobre a primavera-verão 2004, no lounge de sua tecelagem, a Santaconstancia. Mas é bom ressaltar: na Fenatec, só entra gente do setor. Informação de moda também é o prato principal da 21ª edição do seminário de tendências do Senac Moda, que dá dicas não só de cores, tecidos e padronagens com também adianta em seu book modelagens para o verão 2004. O evento, que será realizado na quinta-feira, no Memorial da América Latina, é outra ótima oportunidade para a turma dos bastidores se abastecer de temas e influências. Em tempos de guerra, não dá para pensar em se aventurar pelo mundo para fazer pesquisas de moda. Melhor confiar no que os experts têm a dizer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.