'Vendi meus HQs torcendo que eles não virassem filmes', diz Alan Moore

Autor de clássicos como 'V de Vingança' e 'Watchmen' diz à BBC que versões de Hollywood não tem a ver com suas obras.

BBC Brasil, BBC

16 de abril de 2012 | 09h00

O conhecido autor de clássicos dos quadrinhos como V de Vingança e Watchmen, o britânicos Alan Moore, diz ter vendido suas histórias em quadrinhos para Hollywood na esperança de que elas nunca chegassem às telas.

''Eu os vendi achando que eles não acabariam sendo transformados em filmes. Sim, eu queria ganhar um dinheiro fácil''.

Os comentários de Moore foram feitos em uma entrevista ao programa de TV da BBC Hard Talk.

''Procurei me distanciar o máximo possível dos filmes, porque eles não têm nada a ver com meus livros, que foram feitos para explorar os recursos de uma história em quadrinhos''.

Mas o autor reconheceu também que nunca assistiu a nenhum dos longas metragens inspirados em suas obras.

''Prefiro partir de uma posição de ignorância'', brincou Moore, durante a entrevista.

Curiosamente, ele disse que a constatação de que Hollywood não foi fiel ao seu trabalho se deu a partir do depoimento de vários amigos, que conhecem as versões originais e que assistiram às adaptações cinematográficas. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.