Vencedores recebem Prêmio Multicultural Estadão Cultura 2000

Os quatro vencedores deste ano do Prêmio Multicultural Estadão Cultura 2000 - o geógrafo e professor Milton Santos, o poeta Ferreira Gullar, a filósofa Marilena Chauí e Elisabeth Parro, coordenadora do Projeto Guri - receberam seus prêmios numa festa realizada no Sesc Pompéia, que se iniciou às 20h30 desta terça-feira.Também crítico de arte, Gullar elogiou o trabalho da artista plástica Lina Kim, responsável pela criação do troféu deste ano. "Considero este prêmio bastante significativo, talvez o mais importante do ponto de vista cultural hoje", opinou o poeta. "Não só pelo caráter multicultural, mas também pelo aspecto democrático do prêmio."Marilena observou que não existe profissional do meio cultural que não deseje reconhecimento. "Esse prêmio tem uma importância até mesmo existencial neste momento da minha vida." Para Elisabeth, a premiação dará à iniciativa a possibilidade de "caminhar com as próprias pernas". Ela emendou: "Além do que esta estatueta parece ter sido inspirada nos violinos tocados pelas crianças que participam do Projeto Guri."Almoço - Este ano, a festa de entrega do prêmio começou mais cedo. Um almoço na sede do Estado, reuniu os vencedores desta edição e alguns do indicados, como Eduardo Coutinho, Luiz Tatit, Antônio Araújo e José Carlos Avelar. Também estiveram no encontro Adhemar de Oliveira, Agnaldo Farias, Antonio Risério, Gisele Santoro, Hélio Ziskind e Walter Sebastião Barbosa Pinto, integrantes da comissão responsável pela escolha dos 14 indicados, dos quais saíram os vencedores.Os convidados foram recepcionados pelo diretor-responsável do Estado, Ruy Mesquita, e pelo diretor comercial do Estado e Jornal da Tarde, Roberto Mesquita, que idealizou a celebração prévia. "O almoço possibilita um convívio pessoal dos participantes do prêmio", observou Roberto Mesquita durante o encontro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.